Calendário

agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Prefeitura já estabilizou seis quilômetros de igarapé com dragagem e contenções

Aproximadamente seis mil metros de igarapés já foram estabilizados pela Prefeitura de Manaus com os trabalhos de dragagem e, em alguns pontos, construção de contenções para evitar que as águas das chuvas, constantes nesse período, transbordem invadindo vias e áreas ocupadas por residências. O trabalho é realizado desde o final do verão passado e tem sido fundamental para que a cidade enfrente, sem maiores transtornos, o período chuvoso que começou em dezembro e se estende até meados de junho.

Atualmente, a Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) mantém seis pontos de dragagem. O prefeito Arthur Virgílio Neto vistoriou os trabalhos em dois deles nesta quarta-feira, 20/2. O primeiro, o igarapé dos Franceses, na comunidade Santa Cruz, Flores, zona Centro-Sul de Manaus, onde uma retroescavadeira de grande porte faz o trabalho de desassoreamento, retirando todos os tipos de resíduos e sedimentos que provocam a subida do leito e a obstrução das águas.

“No começo dos trabalhos, o leito estava em outro nível, bem perto das margens, qualquer coisa transbordaria e, agora, percebemos que o curso está limpo e cada vez melhor, porque a dragagem vai continuar”, disse. “Estamos trabalhando em seis outros igarapés, fazendo dragagem para evitar que, quando chover muito, transborde e crie problemas para os moradores das redondezas. Já fizemos, no total, seis quilômetros de dragagem de igarapés em toda a cidade. Começamos antes, no verão, preventivamente”, explicou o prefeito.Tá 

Entre o material retirado do leito do igarapé há uma grande quantidade de areia. Mais de 200 caçambas com esse material já foram retiradas para outro local, onde será reciclado para reutilização em serviços da prefeitura. “Todo esse material serve para ser reaproveitado nos ramais, nas drenagens, ou seja, nada disso se perde. Duzentas caçambas já saíram daqui carregadas”, reforçou Arthur Neto.

Deixe uma resposta