BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Prefeitura inicia campanha de vacinação antirrábica em Manaus


Com a meta de imunizar 225.335 animais, a Prefeitura de Manaus dará início nesta terça-feira, 13/10, a 41ª Campanha de Vacinação Antirrábica Animal. Do total, 161.110 são cães, correspondendo a 80% da população canina, e 64.225 são gatos, 100% dos felinos estimados na capital. A campanha, que acontece anualmente, será executada por meio do sistema de vacinação casa a casa.

As ações da campanha serão executadas de segunda-feira a sábado, das 7h30 às 13h30, com a previsão de conclusão em um período de 45 dias.

“Essa é uma estratégia utilizada todos os anos para a imunização de cães e gatos, facilitando o acesso da população ao serviço. Para a execução da campanha, a Prefeitura de Manaus realizou processo seletivo para a contratação de 210 vacinadores”, explicou o secretário Municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, reforçando que a gestão do prefeito Arthur Virgílio Neto intensificou nos últimos anos medidas de prevenção a inúmeras doenças.

Coordenada pelo Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) Dr. Carlos Durand, órgão vinculado ao Departamento de Vigilância Ambiental e Epidemiológica (Devae), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), a campanha terá atuação simultânea nos quatro Distritos de Saúde (Disas), da zona urbana (Norte, Sul, Leste e Oeste). “O CCZ também programou estratégias para potencializar o alcance da vacinação e facilitar a logística de trabalho”, informou Marcelo Magaldi.

Segundo a diretora do Devae/Semsa, enfermeira Marinélia Ferreira, mesmo com a vacinação casa a casa, o CCZ Dr. Carlos Durand terá postos fixos em locais estratégicos em comunidades nos bairros de Manaus e em condomínios identificados com maior número de apartamentos, inclusive aos sábados. A diretora lembrou ainda que o planejamento para a campanha foi feito levando em consideração a pandemia da Covid-19, causada pelo novo coronavírus.

A raiva pode ser transmitida ao homem pela saliva de animais infectados, como cães e gatos, principalmente por meio de mordidas, mas também arranhões e ou lambidas.

“A vacina contra a raiva deve ser aplicada a cada 12 meses, para imunização de cães e gatos. Isso previne a ocorrência da raiva nos animais domésticos, o que vai evitar a transmissão da doença para o ser humano. Por isso, mesmo com a pandemia da Covid-19, é necessário executar a campanha em 2020, como ocorre todos os anos. Mas todos os procedimentos de segurança serão reforçados, para evitar o risco de transmissão do novo coronavírus entre a população e os profissionais do CCZ”, afirma Marinélia, acrescentando que a campanha já foi iniciada na zona rural de Manaus.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.