BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Polo Digital e CCC vão colocar Manaus no topo das cidades inteligentes e empreendedoras


A capital amazonense já é a sexta cidade mais empreendedora do país e a 12ª colocada em tecnologia e inovação. Com a inauguração do Polo Digital, prevista para o fim deste mês como parte das obras entregues pelo aniversário de 351 anos de Manaus, que irá funcionar no antigo hotel Cassina, centro histórico, e com a operacionalização do Centro de Cooperação da Cidade (CCC), agendada para novembro, o desempenho desses indicadores deverá crescer de forma acelerada, colocando a capital do Amazonas entre as primeiras colocadas.

“Se estamos avançando rapidamente com as políticas públicas, obras e programas que estamos implantando, com o funcionamento desses dois locais, que são símbolo máximo de Cidade Inteligente e de economia 4.0, com foco no empreendedorismo, não temos dúvidas de que subiremos para o topo”, afirmou o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, que vistoriou nesta quinta-feira, 8/10, as obras do Polo Digital Cassina, em conclusão, e do CCC, cuja obra física foi entregue e passa pela adequação de equipamentos e sistemas informatizados.

Os indicadores destacados pelo prefeito dizem respeito ao “Ranking Connected Smart Cities/2020”, que aponta Manaus como a sexta no Brasil e a primeira na região Norte como Cidade Empreendedora, além do avanço em 18 posições no indicador de Cidade Inteligente. O estudo avalia 11 eixos de ações e investimentos. “Manaus, Cidade Inteligente já é um fato real”, destacou o prefeito.

O primeiro local visitado foi o antigo hotel Cassina, que vai abrigar o Polo Digital, dedicado a desenvolver projetos de inovação tecnológica e empreendedorismo. “As medidas que já adotamos, esse Polo Digital e mais o CCC, já consagram Manaus como uma cidade inteligente”, disse o prefeito, acrescentando que esse é o caminho para consolidar a economia da cidade, em consonância com a Zona Franca de Manaus (ZFM). “A economia 4.0, a inovação tecnológica e novos polos de industrialização com o foco na inovação são as soluções para a economia local, junto com o aproveitamento dos nossos recursos naturais de forma sustentável”, lembrou.

O prefeito também visitou a obra de restauro da antiga Câmara Municipal de Manaus (CMM)

A obra, além de manter os aspectos históricos do antigo hotel Cassina em sua fachada e estruturas internas, faz um casamento perfeito com a modernidade, trabalhando os conceitos de espaços abertos e transparências. O Polo Digital tem espaço dedicado para, aproximadamente, cem empreendedores, com laboratórios, salas de desenvolvimento de startups, de treinamento, auditório e um espaço café que servirá para o encontro de ideias.

“Vamos fazer aqui um ponto de encontro onde os jovens que querem levar suas ideias de negócios encontrem toda a ajuda necessária para ir em frente”, explicou o titular da Secretaria Municipal de Trabalho, Empreendedorismo e Inovação (Semtepi), Marco Pessoa. “Queremos construir um polo de inovação. Já temos leis aprovadas e parcerias com instituições”, completou.

O prefeito Arthur Neto também visitou o CCC, que já teve suas instalações físicas inauguradas e recebe mobiliário, equipamentos tecnológicos e sistemas. O local vai funcionar como uma grande sala de monitoramento e gerenciamento de crise. Localizado no cruzamento das avenidas Efigênio Salles e Umberto Calderaro Filho, no bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul, o CCC irá integrar o trabalho de diversas secretarias municipais, dando maior celeridade às demandas da capital.

“O CCC vai ajudar no transporte, na saúde e segurança pública. Vou aproveitar poucos meses dele, mas o futuro prefeito terá uma sala de situação, para administrar crises, dar respostas mais rápidas, antecipar soluções e decisões. É uma obra revolucionária e com ela estaremos, definitivamente, na condição de cidade inteligente”, destacou o prefeito.

“Esse é um legado que vamos deixar para Manaus. O centro histórico renasceu", disse Arthur.

O sistema, que integrará as informações do poder público municipal, é chamado de “software de inteligência” e vai unir dados de secretarias, partindo do conceito de atendimento que, hoje, elas já fazem, porém de forma separada. O monitoramento da cidade vai ser feito por meio de câmeras espalhadas em todas as zonas. A entrega completa do Centro de Cooperação da Cidade está prevista para a primeira quinzena de novembro, com todos os sistemas em operação.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.