BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Polícia prende pirata, armas e drogas durante operação em Coari


Durante as ações da Operação Solimões, deflagrada na sexta-feira (3) em Coari (distante 363 quilômetros de Manaus), por policiais militares do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM), um homem suspeito de ser pirata de rio foi preso, com armas e drogas. O narcotraficante Sidnei Rodrigues Moriz, vulgo “Sid”, morreu em troca de tiros com policiais.

Em fevereiro, a polícia já havia apreendido 400kg de entorpecentes atribuídos a Sid, apontado como o chefe dos piratas e responsável pela maior parte da droga comercializada naquele município.

Uma denúncia apontou o paradeiro do narcotraficante na localidade conhecida como “Pêra Sítio”, onde estava utilizando um bote de alumínio. No local, segundo o comandante do 5º BPM, tenente-coronel Pedro Moreira, os policiais militares montaram vigilância até localizarem dois suspeitos em uma embarcação.

O comparsa de Sid, José Carlos Amorim Pereira, 43, vulgo “Carlinhos”, foi encontrado em uma canoa coberta com uma lona azul. Na embarcação, foram encontradas uma espingarda calibre 16 e porções de drogas, entre maconha do tipo skunk e cocaína em pó. Próximo ao local, outra embarcação também foi localizada, naufragada, e apreendida.

Perigoso – De acordo com o delegado José Afonso Barradas Junior, titular da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari, havia mandado de prisão em aberto contra Sid por tráfico e associação criminosa. Ele era o principal líder dos piratas de rio e narcotraficante de Cari.

No início de fevereiro, uma ação conjunta do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) e a DIP de Coari resultou na prisão de um homem com 400kg de entorpecentes ligados a uma organização criminosa que atuava nos rios, inclusive recrutando ribeirinhos.

Após três meses de investigações, Jhonilson da Silva Batista, 24, foi preso em flagrante com as drogas e 11 armas de fogo, além de munições. À época, o delegado informou que Sid era responsável por 80% da droga comercializada em Coari.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas.