Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Polícia apreende 400 kg de drogas enterrados em Coari

Cerca de 400 quilos de drogas, avaliados em R$ 2 milhões, 11 armas de fogo e munições foram apreendidos em um sítio localizado em Coari, a 363 quilômetros em linha reta da capital. O material foi encontrado com Jhonilson da Silva Batista, 24, conhecido como “Coraçãozinho” durante ação policial deflagrada na segunda-feira, 11/02.

Além da equipe de investigação do Departamento de Investigação sobre Narcóticos (Denarc) e da Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Coari, participaram dos trabalhos policiais civis do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) e policiais militares lotados naquele município.

“Estávamos investigando esse caso há três meses, após recebermos informações da DIP de Coari de que uma organização criminosa vinha praticando ataques nas proximidades daquele município. Identificamos que os infratores costumam atacar embarcações de grupos rivais para roubar drogas, armas ou qualquer outro material de valor, que vem sendo transportado pelos rios do Estado”, explicou o delegado Paulo Mavignier.

O diretor do Denarc destacou que durante os trabalhos os policiais tomaram conhecimento de que nas Comunidades Costa do Juçara e Pêra, ambas situadas em Coari, estavam sendo armazenadas drogas e armas. “Chegamos até um sítio, onde encontramos Jhonilson. Ele estava guardando, enterrados em quatro buracos, aproximadamente 400 quilos de drogas, entre pasta-base de cocaína e maconha do tipo skunk. O material, segundo o infrator, pertencia a uma organização criminosa e ele recebia R$ 100 para tomar conta do material ilícito”, pontou.

Conforme o diretor do Denarc, no local, os policiais apreenderam, ainda, 11 armas de fogo, entre espingardas calibre 12, rifle Winchester e pistola de ar comprimido, escondidos em uma lona, junto a munições de diferentes calibres. Jhonilson foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Os procedimentos cabíveis foram realizados na DIP de Coari. Em seguida, o infrator foi levado à Unidade Prisional de Coari (UPC), onde irá ficar à disposição da Justiça.

 

Deixe uma resposta