BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Plano de cirurgias ortopédicas do Amazonas beneficia 76 pacientes na primeira semana


Os três grandes Hospitais e Prontos-Socorros (HPS) da capital – João Lúcio Machado, Platão Araújo e 28 de Agosto – realizaram 76 cirurgias ortopédicas durante a primeira semana do plano de “Giro de Leitos – 30 dias”, que está sendo executado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM), como parte do plano de contingência montado pelo Governo do Amazonas para o período sazonal das Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAGs), que trabalha na reorganização da rede com o aumento no número de leitos.

Com isso, a SES-AM pretende potencializar a resolutividade dos atendimentos que mais exercem pressão sobre os prontos-socorros, reduzindo as hospitalizações e as taxas de ocupação nessas unidades, realizando esses procedimentos em um horário diferenciado, além do que já é rotina do hospital.

As 76 cirurgias realizadas equivalem a um aumento de quase 70% do que era previsto pela SES-AM nesse início do planejamento. Os dados foram apresentados durante a reunião de avaliação com a equipe da secretaria, na Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), na noite de terça-feira (03/11).

Encontros semanais 

De acordo com o secretário de Saúde, Marcellus Campêlo, o objetivo da reunião foi avaliar se as metas haviam sido alcançadas e quais ajustes serão necessários para melhorar o plano na segunda semana de execução. “Nós atingimos o objetivo da primeira semana, que era realizar uma média de três cirurgias por dia em cada pronto-socorro da cidade de Manaus; por dia, nós fizemos por volta de 9 ou 10 procedimentos de cirurgia ortopédica. Nós estamos avançando”, afirmou.

Marcellus destaca que, por ser um plano de 30 dias, haverá encontros semanais para que o propósito de beneficiar 180 pacientes seja cumprido. “Todos esses dados estão sendo compilados em dashboard, um banco de dados para que nós possamos entender o problema da ortopedia aqui no Estado do Amazonas e, ao mesmo tempo, prepararmos um plano de ação de 90 dias, depois de um ano, para evitar que isso volte a ocorrer”, disse.

A secretária executiva adjunta de Políticas em Saúde, Nayara Maksoud, explica que, para o plano, as salas cirúrgicas dos três HPSs são utilizadas no período noturno para a realização das cirurgias ortopédicas de segundo tempo, ou seja, quando deixam de ter perfil de urgência e emergência e podem ser programadas. O uso das salas nesse horário permite que os espaços sejam aproveitados em um horário que, até o início do plano, ficava ocioso.

A secretária também falou sobre o andamento do planejamento. “Identificamos hoje que na primeira semana nós iríamos realizar 45 cirurgias, mas ultrapassamos a meta. Conseguimos chegar a 76 cirurgias já realizadas, com uma alta desses pacientes de 24 a 48 horas no pós-operatório, e até agora consideramos que o projeto está sendo realizado com eficácia”, ressaltou a secretária.

Reforço

As unidades foram reforçadas com recursos humanos, equipamentos e insumos. A SES-AM contratou de forma temporária, pelo período de 30 dias, 85 técnicos de enfermagem para reforçar o quadro das três unidades. Também foram adquiridos materiais, como perfuradores, e houve reforço no abastecimento de órteses, próteses e materiais especiais (OPMEs), indispensáveis para a realização dos procedimentos.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.