BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Jogos na Arena da Amazônia não elevaram indicadores da Covid, diz secretário de Saúde



O secretário de Estado de Saúde (SES-AM), Anoar Samad, anunciou que, após três semanas da realização de partidas de futebol na Arena da Amazônia Vivaldo Lima, em outubro deste ano, não houve aumento significativo nos indicadores da Covid-19 em Manaus. Cumprindo protocolo sanitário, a capital sediou o jogo entre Brasil e Uruguai, no dia 14 de outubro, e a partida do Manaus Futebol Clube contra o Ypiranga-RS, no dia 17 do mesmo mês.

“Ficamos bastante apreensivos com a realização dos dois jogos de futebol que marcaram o retorno do público aos estádios. Após três semanas de seguimento, podemos afirmar que nenhum desses dois jogos impactou, ou seja, aumentou o número de casos, número de internações e, principalmente, o número de óbitos por Covid. E o que permitiu isso foi a vacina. Não se esqueçam: Covid mata e vacina salva. Portanto, vacinem-se. Completem seu esquema de vacinação”, ressaltou o secretário.

Entre as regras de prevenção à Covid-19 seguidas durante as partidas estavam a exigência de vacinação completa, com duas doses ou dose única, a obrigatoriedade do uso de máscara e a testagem das pessoas escaladas para trabalhar nos jogos.

Indicadores – O Amazonas segue registrando queda nos indicadores da Covid-19 no estado. O número de novos casos reduziu em 91%, as internações em 89%, e os óbitos em 87%, no comparativo dos meses de setembro e outubro de 2020 com o mesmo período de 2021, segundo levantamento da SES-AM, a partir de dados registrados pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Dra. Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP).

Os novos casos reduziram de 41.387 para 3.507, enquanto as hospitalizações caíram de 2.574 para 272, e os óbitos, de 655 para 84. No comparativo de internações por Covid-19, a diminuição foi de 93% no interior e 87% na capital. Em relação ao número de novos casos da doença, a queda em Manaus foi de 90%, e nos municípios do interior chegou a 92%. Já a redução de óbitos no interior foi de 89%, e na capital, de 86%.

Redação

Redação

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.

Manaus