BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

‘Operação Pela Vida’ encerra duas festas clandestinas em Manaus


Sob o comando da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM), as forças de segurança encerraram duas festas clandestinas, na noite de domingo, 14/02, durante a “Operação Pela Vida”. Os flagrantes ocorreram no bairro Aleixo, zona Centro-Sul, e na Cachoeirinha, zona Sul de Manaus. Ao todo, 60 pessoas foram detidas por descumprimento de medidas de decreto governamental para prevenção da Covid-19.

As duas festas ocorriam em residências. Uma na rua dos Crisântemos com rua dos Jasmins, no conjunto Tiradentes, Aleixo, e a outra na rua Dr. Machado, na Cachoeirinha. Participaram da operação policiais militares do Comando de Policiamento Especializado (CPE) e agentes do Núcleo Especializado de Operações de Trânsito (Neot).

Mais de 60 pessoas foram flagradas em duas festas

Segundo a polícia, a operação é resultado de uma denúncia de moradores informando que nas residências havia aglomeração, som alto e consumo de bebidas alcoólicas.

Conforme o secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates, as festas são consideradas um desrespeito à população amazonense, que enfrenta os impactos da pandemia e ainda está em luto pela perda de entes queridos.

“Segundo informações da vizinhança, essa residência só serve para isso, para esse tipo de orgia que está acontecendo agora. Nos quartos só tem camas, não tem mais nada de mobília nessa casa, uma prova que não é residência, e que é usada apenas para esses fins”, salientou Bonates.

Os suspeitos foram encaminhados para a Delegacia Geral de Polícia Civil, bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, onde foram autuados em flagrante pelo crime de desobediência.

Todos acabaram sendo detidos
Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.