Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Operação Cheia 2018 cadastra moradores de áreas passíveis de alagação

A prefeitura iniciou nesta segunda-feira, 16/4, a nova fase da “Operação Cheia 2018” da Prefeitura de Manaus, que consiste na identificação de 2.569 famílias residentes nas áreas passíveis de alagação para a atualização do banco de dados do “SOS Enchente”. A ação iniciou pelo bairro do Educandos e é organizada pela Secretaria Executiva de Proteção e Defesa Civil de Manaus e pela Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh).

“Hoje, nós estamos iniciando essa nova fase das atividades da Operação Cheia 2018 junto com as secretarias integradas para que a gente possa entrar nessas áreas, verificar e identificar os moradores e dar continuidade ao monitoramento das residências. E caso seja identificada alguma situação de risco de desabamento, iremos tomar as providências imediatas”, destacou o secretário Executivo de Proteção e Defesa Civil do município, Cláudio Belém.

De acordo com secretário da Semmasdh, Dante Souza, a medida preventiva identifica as famílias em situação de risco para poder auxiliá-las, caso seja decretado estado de calamidade pública em virtude da subida das águas do rio Negro.

“Estamos trabalhando com a estimativa de identificar 700 famílias da orla do bairro de Educandos. No ano passado, chegamos a identificar 678 famílias nesta mesma área. Essa é uma recomendação do prefeito Arthur Virgílio Neto, em realizar essa operação todos os anos para prestar assistência à população”, pontuou o secretário.

A previsão é de que ação seja concluída no início do mês de maio nos demais bairros monitorados pelo órgão. De acordo com o Departamento de Operação da Defesa Civil, 15 bairros da cidade são monitorados semanalmente pelo órgão: Tarumã, Mauazinho, São Jorge, Educandos, Raiz, Betânia, Presidente Vargas, Colônia Antônio Aleixo, Aparecida, Centro, Santo Antônio, Cachoeirinha, Glória, Compensa e Puraquequara.

Deixe uma resposta