BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

ONU destaca trabalho da Prefeitura na assistência a indígenas warao


A transferência gradativa de indígenas venezuelanos para um novo abrigo, coordenada pela Prefeitura de Manaus, teve o reconhecimento da Organização das Nações Unidas (ONU). Segundo a instituição internacional, a realocação de 158 migrantes da etnia warao para um sítio no bairro Taruma-Açu, zona Oeste, intensifica a resposta do município ao fluxo de deslocamento de refugiados para a cidade, que teve início em 2017.

“Desde o início da migração venezuelana para Manaus temos nos empenhado para oferecer ajuda humanitária. Inauguramos mais um abrigo para acolher indígenas venezuelanos da etnia warao, com apoio de agências das Nações Unidas. Fico feliz em podermos oferecer nossa solidariedade e ajudar nossos irmãos estrangeiros, que buscam uma vida mais digna”, destacou o prefeito Arthur Virgílio Neto em suas redes sociais, ao compartilhar a publicação feita pela ONU Brasil.

Na terça-feira, 14/7, um total de 35 famílias que estavam em dois espaços de acolhimento provisório nos bairros Compensa e São Jorge foi transferido ao novo abrigo, sob coordenação da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc). A ação contou com o apoio de organizações como o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (Acnur), Organização Internacional para Migrações (OIM), Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Fundo de Populações das Nações Unidas (Unfpa), além do Instituto Mana, Adra e Aldeias Infantis SOS.

A ONU Brasil considerou que o novo espaço vai aprimorar o acolhimento de indígenas venezuelanos da etnia warao na capital, contando com uma área de seis mil metros quadrados, que inclui três redários, 22 banheiros, refeitório para 120 pessoas sentadas, quadra de esporte, cisterna de 200 mil litros para abastecimento, além de salas administrativas e de atendimento psicossocial.

Solidariedade

Durante o período de agravamento da pandemia, além da implantação de abrigos provisórios emergenciais, o município também criou a campanha #ManausSolidária, sob gerência da primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro. O projeto arrecada doações de alimentos, roupas e itens de higiene, que são destinados a pessoas em situação de rua e vulnerabilidade social, afetados, mais ainda, pelos impactos econômicos da doença, o que inclui a população warao.

As doações físicas podem ser entregues, diretamente, no drive-thru solidário montado no hall de entrada do auditório Isabel Victoria de Mattos Pereira do Carmo Ribeiro, na sede da prefeitura, na Compensa, zona Oeste, de 9h às 13h, de segunda a sexta-feira.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.