BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Criminoso invade Museu da Amazônia e faz visitantes reféns



Um homem até o momento não identificado invadiu o Museu da Amazônia (Musa) no último sábado (20)  por volta de 12:30 e fez pelo menos 50 pessoas reféns. No local o suspeito pegou dinheiro e celulares das vítimas e trancou todos dentro do serpentário.

Ele entrou por uma grade que foi cortada nas dependências do Musa, roubou os visitantes e fugiu. Em uma das trilhas o homem deixou uma bolsa com os celulares roubados para trás levando apenas o dinheiro.  O engenheiro Robson Pereira foi com o primo ao museu, e conta que mesmo em baixo tom o suspeito ameaçou quem não tivesse nada para entregar.

“Nós íamos para o serpentário e quando estávamos na porta da casinha tinha um homem todo vestido com roupas do exército e equipado. Ele tinha uma faca na cintura e uma arma ponto 40 e pediu para que entrássemos. Quando entramos ele pediu que sentássemos no chão e entregássemos celular e dinheiro. Eu disse que não tinha e ele falou que ia me revistar. Chegou a dizer que ia matar quem não entregasse nada e nos colocou sentados de frente à parede e assim fez com todos que chegavam na porta”

Após render as vítimas o homem trancava a porta e abordava outras pessoas, ordenando que ninguém gritasse. “Tinha crianças e idosos naquela sala, ficou lotado e depois que eu entrei, mais umas dez pessoas entraram. Acredito que ele tenha levado mais de dois mil reais porque tinha pessoas com bastante dinheiro ali. Antes de sair ele disse que se encontrasse alguém na trilha ia matar a gente”.

Ninguém ficou ferido durante a ação. Após a fuga do ladrão a administração do museu  acionou a polícia e orientou que todos saíssem por uma medida de segurança. Valter Calheiros, que faz parte da administração do museu conta que o Museu deve colaborar com a investigação da polícia.

“Não é a primeira vez que passamos por essa situação, mas estamos tomando providências a respeito e ajudaremos no que for preciso. Neste domingo não abriremos, os funcionários estão se recuperando do susto e nós vamos nos organizar. Ressarciremos todos que tiveram prejuízos”.

A 30ª Companhia interativa de polícia foi acionada e está fazendo buscas no local para identificar o homem.

Fonte: Portal A Crítica

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.