BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

“Não conheci ninguém com a alegria de viver do Murilo Rayol”, diz Neguinho da Beija-Flor ao se despedir do amigo


Por essas incríveis coincidências da vida que ninguém explica, o compositor Neguinha da Beija-Flor,  lendário intérprete de samba de enredo do GRES Beija-Flor de Nilópolis, amigo e parceiro de Murilo Rayol, se encontrava em Manaus desde a sexta-feira, quando chegou para participar de uma a festa de aniversário – outra coincidência –, justamente  na casa de Murilo, que estava alugada para um evento.

A alegria de retornar à cidade onde tantas vezes veio para celebrar a vida, de repente transformou-se num enredo triste, que marcou profundamente a alma do artista e inundou seus olhos de lágrimas. O empresário e  também compositor de samba que acabou de emplacar um samba enredo ara a escola de samba Vitória Régia, morreu na noite de sábado, depois de sofrer o segundo infarto em uma semana.

— Perdi um parente, um irmão. Murilo era a minha família de Manaus, cidade que aprendi a amar através dele. De repente acontece isso, essa perda tão triste. E agora? –, questionou Neguinho ao BMA.

A identidade do compositor com Manaus ficou  ainda mais sólida quando a Assembleia Legislativa lhe conferiu o Título de Cidadão do Amazonas, porta política aberta por Murilo Rayol.

Neguinho da Beija Flor Murilo Rayol
Neguinho da Beija Flor foi ao velório se despedir do amigo - Fotos: Mário Adolfo

— Amo Manaus através dele. E, se tenho o Título de Cidadão do Amazonas, foi através dele –, lembra.

Neguinho lembra que a grande marca de Murilo sempre foi a alegria e, onde ele chegava, contagiava as pessoas em sua volta por seu espírito otimista e alegre.

— Não conheci ninguém com a alegria de viver do Murilo Rayol. Era incomparável a anergia que ele irradiava. Sempre de bem com a vida. Tanto que ele foi enredo de uma escola de samba de Manaus, a Grande Família, que destacou na letra do samba a filosofia do Murilo – “eu só quero ser feliz".  –, disse o cantor, lembrando também que o amazonense, além de amigo de 40 anos, era um de seus parceiros de música. No ano de 2010, Neguinho gravou "Mulher, mulher, mulher", uma parceria com Rayol que explodiu no carnaval daquele ano.

Apesar do coração enlutado e triste, Neguinho da Beija-Flor traduziu bem o espírito de Murilo. Afinal, como cantou o poeta, “alegria é a melhor coisa que existe, é assim como uma luz no coração”.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.