Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

O motorista Clóvis de Oliveira Maia Filho, 35 anos, que atropelou e matou o 2º Sargento da Polícia Militar, Antônio Sérgio Ramos dos Santos, 45 anos, no dia 8 de fevereiro, na avenida Santos Dumont, bairro Tarumã, Zona Oeste da capital, foi inocentado pelo laudo técnico da perícia.

Os documentos comprovam a inocência do condutor do carro modelo BMW, o empresário foi recentemente indiciado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar) pela colisão contra a motocicleta.

O homem ocasionou o acidente fugiu sem prestar ajuda ao Policial Militar Sérgio Ramos que estava saindo de um velório de um colega policial e pilotava uma moto morreu no local.

Um dia após o acidente, a Delegacia Especializada em Acidentes de Trânsito (Deat) recebeu uma testemunha que afirmou, em depoimento oficial, ser o motorista que desviou da moto do sargento na contramão, momentos antes dele atingir o carro de Clóvis.

Apesar do laudo técnico ter sido apresentado à Deat, comprovando a inocência do empresário, o inquérito policial, que será encaminhado à Justiça, aponta a motivação do caso como homicídio culposo. Clóvis aguarda a conclusão das investigações em liberdade.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas.