BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Mercado farmacêutico gerou 670 empregos formais no Amazonas em 2019


Neste dia 20 de janeiro, é celebrado o Dia Nacional do Farmacêutico. No Amazonas, a profissão  vive uma tendência de alta e gerou, somente no ano passado, 670 novos empregos formais, conforme dados registrados pelo Conselho Regional de Farmácia do Amazonas (CRF-AM).

O cenário positivo no Amazonas é reflexo de um crescimento que vem sendo verificado em todo o Brasil. A profissão está entre as dez com as maiores taxas de ocupação do Brasil. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) da Secretaria do Trabalho, referentes ao primeiro trimestre de 2019, a profissão foi a segunda de nível superior que mais gerou novos empregos com carteira assinada no Brasil nesse período. Em 2018, a Farmácia já havia se destacado ao figurar na terceira colocação no ranking.

Com 135 especialidades distintas, e mais de dez grandes áreas de atuação, a profissão farmacêutica se tornou um grande caminho profissional nos tempos atuais. "A farmácia hoje abre possibilidades que poucas profissões abrem. Você pode se dedicar a atuação em drogarias ou laboratórios, a farmacoeconomia, gestão ou empreender em diversas áreas. Por isso atrai tanta gente disposta a novos desafios", destacou o presidente do Conselho Regional de Farmácia (CRF-AM), Jardel Inácio.

Atualmente, no Amazonas, há 3549 profissionais ativos, além de 1960 firmas inscritas junto ao CRF-AM.  Um dos principais fatores determinantes para a regularização profissional no ano de 2019, especialmente no interior do Estado, foi a fiscalização. Pela primeira vez na história, o CRF-AM fiscalizou o exercício profissional em todos os 62 municípios. De janeiro a dezembro, foram 6214 inspeções feitas pela equipe de fiscalização, que culminaram com a emissão de 1787 autos de infração.

"A fiscalização em todo o interior do Amazonas foi fundamental não somente por ter sido um feito inédito. Mas essa aproximação de locais distantes da capital serviu também para que pudéssemos prestar esclarecimentos a muitos destes profissionais que estão no interior.  Desta maneira cumprimos a nossa missão enquanto farmacêuticos, que é de oferecer cuidado e assistência de maneira adequada a quem precisa", destacou a vice-presidente do CRF-AM e responsável pelo setor de fiscalização, Luana Santana.

Expansão

De acordo com a pesquisa “Panorama do Mercado Farmacêutico Brasileiro, Tendências & Oportunidades”, realizada em 2019 pela empresa IQVIA, que atua na área de tecnologia e informação no segmento da saúde, o Brasil é o 6º maior mercado farmacêutico do mundo. A dimensão dos números que levaram o país a essa posição no ranking pode ser avaliada pela movimentação financeira do varejo do setor, que foi de cerca de R$ 119 bilhões entre setembro de 2018 e setembro de 2019.

“Mesmo que a categoria ainda não tenha alcançado toda a valorização que almejamos, vejo um futuro promissor, no qual a farmácia clínica será o diferencial”, afirma o presidente do CFF, Walter da Silva Jorge João, que reconhece o farmacêutico como o profissional da saúde com maior conhecimento sobre medicamentos. Em sua avaliação, independentemente da área escolhida, o farmacêutico do futuro deverá ser um profissional cada vez envolvido no cuidado direto ao paciente e o CFF tem procurado respaldar a categoria para que ela entre em sintonia com o movimento clínico em curso no país.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas.