Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Mecânico é preso por dopar e abusar sexualmente de duas adolescentes

O mecânico Jairo Alves da Silva, 36, foi preso em cumprimento a um mandado  de prisão temporária por estupro de vulnerável. Ele foi denunciado por dopar e abusar sexualmente de duas adolescentes, de 14 e 16 anos.

De acordo com a delegada Joyce Coelho, titular da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), as investigações em torno do caso foram iniciadas depois de Jairo ser preso em flagrante no dia 10 de novembro deste ano, por policiais civis do 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP), logo após ele ser denunciado pela adolescente de 14 anos por estupro. O crime aconteceu em um motel no bairro Flores, zona centro-sul da capital.

A titular da Depca destacou que após o levantamento das informações, os policiais civis da especializada constataram que o homem já havia sido denunciado em julho deste ano, por estuprar uma adolescente de 16 anos pelo mesmo crime. Na época, Jairo era padrasto da vítima. “Identificamos que ela foi a primeira vítima. O autor agiu em uma festa familiar, onde a adolescente consumia bebida alcoólica. Na época, ela relatou que sentiu bastante sono e perdeu a consciência. Quando acordou, percebeu que havia sido estuprada por Jairo”, declarou.

A autoridade policial ressaltou que após tomar conhecimento da gravidade das situações, representou à Justiça o pedido de prisão temporária por estupro de vulnerável em nome de Jairo. A ordem judicial foi expedida no dia 28 de novembro deste ano, pela juíza Articlina Oliveira Guimarães, da 2ª Vara Especializada em Crimes contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes. O mecânico foi preso pela equipe da Depca, na tarde de quarta-feira, 28/11, na oficina onde trabalhava, no bairro Flores, zona centro-sul da cidade.

Jairo foi indiciado por estupro de vulnerável. Ao término dos procedimentos cabíveis na Depca, ele será conduzido ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde irá ficar à disposição da Justiça.

Deixe uma resposta