Calendário

dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Massa de manobra: Os estudantes ou os féis?

O presidente Jair Bolsonaro chegou a Manaus na noite desta terça-feira. Ele e a esposa, Michelle Bolsonaro, foram recebidos pelo governador Wilson Lima. Na sequência, todos foram para um culto evangélico no Centro de Convenções Canaã. A celebração foi conduzida pelo pastor Jonatas Câmara, irmão do deputado federal Silas Câmara, fiel seguidor de Bolsonaro. Do lado de fora, estudantes ergueram faixas dizendo que o presidente não é bem-vindo a Manaus.

Críticas

Na internet, o clã logo passou a criticar os estudantes, os chamando de massa de manobra dos partidos de esquerda, que querem criticar Bolsonaro a qualquer custo.

Pergunta

Mas se os estudantes são massa de manobra da esquerda, a grande maioria dos fiéis que seguem e elogiam qualquer ato de Bolsonaro, são o que? Massa de manobra da extrema direita?

Embate

A verdade é uma só: neste tipo de crítica, ninguém quer olhar para o seu próprio rabo.

Bolsonaro se recusa a receber índios

 Antes de voar para Manaus, nesta terça-feira,26, o presidente Jair Bolsonaro  se recusou a receber, um grupo de lideranças indígenas e da Anistia Internacional.

A intenção era entregar ao presidente uma petição com mais de 160 mil assinaturas de cidadãos de 53 países que exigem do governo a proteção à Floresta Amazônica e aos direitos dos povos que lá habitam.

Barulho no Planalto

Com a recusa da realização da audiência, os participantes realizaram um ato público na Praça dos Três Poderes, em Brasília, em frente ao Palácio do Planalto, sede do governo.

Peca pela omissão

A diretora executiva da Anistia Internacional Brasil, Jurema Werneck, “lamentou” a ausência de Bolsonaro na conversa.

— O que está acontecendo nesses territórios é resultado das ações e omissões que colocam a vida dos povos da floresta e, até mesmo, a vida do planeta em risco –, afirmou Jurema.

Liberou geral

Ela denunciou graves violações de direitos humanos, os incêndios criminosos, a devastação da Amazônia e de outros biomas, e também a invasão criminosa por grupos de madeireiros, garimpeiros e grileiros de reservas indígenas.

Choy sob atque

A defesa do delegado Gustavo Sotero, acusado de matar o advogado Wilson Justo em novembro de 2017 na casa noturna Porão do Alemão, abriu fogo contra o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/AM).

O advogado  Cláudio Delladone acusou o presidente da Ordem, Marco Aurélio Choy de comandar um “poderoso grupo” que vem orquestrando a condenação de seu cliente.

—  Há uma orquestração que foge ao devido processo legal. Existe por parte de Marco Choy um  interesse quase escuso em condenar Gustavo Sotero –, disparou Delladone.

Choy não gostou nadica de nada. Foi pra sede da Ordem e sapecou uma nota oficial onde diz, em tom suave, que a instituição reitera o respeito às estratégias da advocacia de defesa e entende que as falas são tão somente estratégia. “Que a Justiça seja feita pelo júri”, diz a nota do presidente da OAB.

Advogados x Polícia

O julgamento do delegado Sotero começa hoje, nesta quarta-feira, e deve movimentar o Tribunal do Juri. Na verdade, o embate ganha contornos de uma briga corporativista. De um lado, os advogados – que querem justiça para a morte de bruta de Justo –, e, do outro, os policiais que querem “inocentar” o colega Sotero.

Água Milagrosa…

Diferente dos dias atuais, antes, o máximo que se encontrava em voos oficiais era contrabando de bebida. Sobre isso tem uma história famosa do deputado mineiro José Maria Alckmin (1901-1974).  O parlamentar chegava da Europa com cinco garrafas enroladas na pasta. A Alfândega quis saber o que era.

— Água milagrosa da Fátima.

 pero no mucho!

O fiscal desconfiou da “água santa”.

— Mas tudo isso, deputado?

— Lá em Minas, o pessoal acredita muito nos milagres da água de Fátima. Não dá para quem quer.  

— O senhor pode desenrolar?

— Pois não, meu filho.

— Mas deputado isso é whisky!

— Uai, não é que á se deu o milagre?

Wilker x Dr. Gomes

O plenário Ruy Araújo da Assembleia Legislativa do Estado pegou fogo na sessão desta terça-feira, 26, com o bate-boca dos deputados Dr. Gomes (PRP), que é da base aliada do governo, e Wilker Barreto (Podemos), líder da oposição.

E tu, que fizestes?

Depois de ouvir críticas de Wilker sobre a saúde no Estado, Dr. Gomes acusou o colega Barreto de não destinar emendas para a Saúde, quando presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM).

Respeite o sogro

Mas a baixaria não parou por aí. Sem papas na língua, Dr. Gomes não poupou nem o sogro de Wilker, um senhor de idade, ao relembrar do caso da “nomeação” caracterizando nepotismo na Casa Legislativa.

Mais médico, mais votos

Wilker também cutucou Dr. Gomes. E desenterrou o escândalo sobre atendimento médico em seu gabinete  na Assembleia a um vereador em troca de voto, escândalo denunciado na imprensa local em 2016. 

Deixa disso

Para tentar serenar os ânimos, entrou em ação a turma do sossega Mariquinha.

Alguns deputados como Alessandra Campelo (MDB), Therezinha Ruiz (PSDB) Mayara Pinheiro (PP) e Sinésio Campos (PT) repudiaram o comportamento dos parlamentares.

Quanto custa um preso

Cada preso do sistema carcerário do Amazonas custa R$ 4.200 aos cofres públicos do Amazonas. Esta é apenas a ponta do iceberg revelada durante os debates da mesa-redonda realizada pela Comissão de Integração Nacional, Desenvolvimento Regional e da Amazônia (Cindra) da Câmara dos Deputados para debater a questão dos presídios no Estado do Amazonas.

— Esse é o maior valor no país”, destacou o deputado federal Sidney Leite (PSD), que considerou a mesa-redonda necessária em razão dos massacres ocorridos no sistema prisional amazonense.

Massacres

Foi o caso da rebelião no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) que, em janeiro de 2017,  deixou 56 mortos. Em 2018, 35 detentos fugiram, por meio de um túnel, do Centro de Detenção Provisória de Manaus . Já em 2019, 40 presos foram mortos, em um mesmo fim de semana, em quatro presídios da capital amazonense.

Notícia triste

A Câmara Municipal publicou nora de pesar pelo falecimento de Maria Cláudia Veiga, ocorrido na manhã desta terça-feira (26/11), na cidade de Manaus. Ela era filha do ex-vereador Raul Veiga.

Servidora de carreira da Câmara desde 1984, Maria Cláudia se aposentou em 2017.

Chamada na responsa

Os representantes da companhia de aviação MAP/Passaredo estão sendo chamados na “responsa” pela Assembleia Legislativa. Vão ter que explicar os motivos do cancelamento de voos em diversos municípios do Amazonas.

O convite foi feito através de requerimento apresentado pelo Presidente da Comissão de Transporte, Trânsito e Mobilidade (CTTM) da Assembleia, o deputado Roberto Cidade (PV).

Em alta

O ator texano Matthew McConaughey chama a Califórnia de “segunda casa” e, por este motivo, resolveu retribuir a população, vítima dos incêndios florestais, nas últimas semanas. O ator americano – que é casado com a modelo brasileira Camila Alves – ajudou a preparar este mês 1.600 jantares para os californianos afetados pelos incêndios devastadores que custaram bilhões de dólares em danos e deixaram milhares sem casa. Matthews de 50 anos de idade é  vencedor do Oscar de melhor ator pelo filme Clube de Compras Dallas.

Em baixa

O gás de cozinha sofrerá o segundo aumento de preço seguido, na próxima segunda-feira (25/11). O botijão usado em residências terá aumento médio de 4%. De acordo com Petrobras, a companhia também aumentará o produto para venda em grandes botijões ou a granel em 0,6%, em média. Os repasses para o consumidor dependem da política comercial de distribuidoras e revendedores. Esse o segundo aumento seguido no preço do gás para botijões de 13 quilos. Em outubro, houve alta média de 5%. Após cinco ajustes no ano (quatro aumentos e uma queda de 8,2%), o combustível tem alta acumulada de 4,8%.

Deixe uma resposta