BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Manaus registra aumento de 38,8% nas denúncias de maus-tratos a animais


Pelo menos uma denúncia de maus-tratos a animais silvestres e domésticos foi registrada diariamente pelas polícias Civil e Militar, em Manaus, neste ano. Os dados são da Secretaria de Segurança Pública (SSP-AM). De janeiro a julho, foram 293 denúncias deste crime, uma alta de 38,8% frente ao mesmo período do ano passado. A pandemia do Covid-19, que exigiu o isolamento social, é apontada como um dos fatores para a expansão desse crime.

Na avaliação da delegada Carla Biaggi, titular da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente (Dema), da Polícia Civil do Amazonas, o maior tempo de permanência em casa em decorrência do coronavírus impulsionou os casos de violência contra os bichos.

“Acreditamos que esse aumento se deu por conta da pandemia. Como as pessoas ficavam muito tempo em casa, elas passaram a verificar na vizinhança a questão de como o animal é tratado. Cerca de 95% das denúncias que recebemos são dos próprios vizinhos”, explica.

Neste ano, a Delegacia do Meio Ambiente instaurou 304 inquéritos para investigar os crimes contra animais domésticos ou silvestres. De acordo com a delegada, em todos os casos são realizadas visitas para verificar a procedência das denúncias.

“Em todas as denúncias nós vamos até o local, diligenciamos se é verdade que o animal está sofrendo maus-tratos. Em alguns casos, a equipe faz a perícia ou precisamos de laudo dos veterinários para comprovar o crime”, disse Carla Biaggi.

As ações de proteção aos animais e ao meio ambiente acontecem em parceria entre o Batalhão Ambiental da Polícia Militar, a Dema e órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.