Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Manaus intensifica vacinação contra o sarampo e o HPV


A partir deste sábado, 14/3, a Prefeitura de Manaus dará início a uma grande mobilização contra o sarampo, com a intensificação da vacina em 40 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) que estarão abertas para receber a população. Como parte da campanha “Março Lilás”, também será reforçada a imunização de crianças e jovens contra o HPV, o Papiloma vírus humano, principal causador do câncer de colo uterino – o primeiro mais recorrente entre as mulheres do Amazonas.

“Temos enfrentado o surgimento e a recorrência de várias doenças na capital e tenho sempre massificado junto à população que essa é uma batalha que precisamos lutar juntos: a Prefeitura de Manaus com ações estratégicas de combate e controle e a população adotando as medidas de prevenção. Por isso, deixo aqui o meu pedido para que todos compareçam aos postos de vacinação e atendam ao chamado da nossa equipe de saúde”, conclama o prefeito Arthur Virgílio Neto.

A intensificação vacinal é uma das principais medidas adotadas pelo município depois da confirmação de quatro novos casos de sarampo registrados na capital amazonense entre janeiro e fevereiro deste ano. Após investigação epidemiológica e laboratorial, a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) notificou ao Ministério da Saúde e já traça outras medidas estratégicas para combater o surto da doença. Vale lembrar que a Campanha Nacional contra o Sarampo segue com vacinação, para a faixa etária de cinco a 19 anos, até o dia 13 deste mês e que a vacina fica disponível durante todo o ano nas UBSs da capital.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Marcelo Magaldi, todas as medidas de controle, monitoramento e bloqueio vacinal foram feitas no momento da notificação de cada caso, reduzindo riscos de transmissão.

Conforme a Semsa, dos quatro casos confirmados, três estão na faixa etária de 15 a 26 anos e um em uma criança de oito meses de idade, todos do sexo masculino. O paciente de 15 anos é considerado como caso “importado”, já que retornou de viagem da Europa apresentando os sintomas da doença, por isso, é de fundamental importância procurar a imunização e completar o esquema vacinal.

Os quatro novos casos de sarampo foram notificados nos bairros Monte das Oliveiras (zona Norte), Distrito Industrial 2 (zona Leste), Nova Esperança (zona Oeste) e Presidente Vargas (zona Sul), o que aponta que a circulação atual do vírus do sarampo ocorre de forma dispersa no município e a Semsa prepara intervenções nas áreas do entorno do registro de cada caso.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.