BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Manaus FC e Paysandu ainda repercute. Torcida critica organização


O time do Manaus FC foi desclassificado da Copa verde pelo Paysandu na quarta-feira, 13/04, mas o jogo ainda repercute. Com o público de mais de 20 mil pessoas, ficou clara a desorganização no entorno da Arena da Amazônia. Filas grandes, poucos portões abertos, excesso de ambulantes nas entradas, com carrinhos de churrasco atrapalhando as entradas, e muita gente irritada querendo entrar no estádio. Toda a organização deixada como legado na Copa do Mundo parece já ter sido esquecida. Lamentável.

Sufoco

Quando o jogo começou muita gente ainda estava do lado de fora e começou o empurra-empurra. A solução foi arrancar as catracas e deixar todos entrarem sem a conferência eletrônica. Idosos, crianças e mulheres foram os que mais sofreram e foram esmagados pela multidão.

‘Um inferno’

“Cheguei 19h achando que ainda daria tempo de comprar o ingresso e tava a maior confusão. Tinha fila pra comprar ingresso, fila pra trocar voucher por ingresso e fila pra entrar no estádio, e não tinha ninguém pra informar qual fila era pra quê. Depois de muito sufoco, consegui comprar o ingresso e começou a saga pra tentar entrar no estádio. Quando consegui entrar a bola já tava rolando, e assim que sentei saiu o 1º gol do Paysandu”, postou uma torcedora nas redes sociais

Carência

Ficou muito claro que o torcedor amazonense quer escolher um clube da sua terra para apoiar, mas falta empolgação no cotidiano dos clubes. O fato do Manaus FC chegar à semifinal de uma competição nacional já serviu para levar público ao estádio.

Série D

As perspectivas de Nacional e Manaus FC na Série D são boas. Ambos chegam com chance de acesso à terceira divisão. Mas se depender da organização da Federação Amazonense de Futebol (FAF), vamos continuar passando pelo mesmo sufoco que passamos há 30 anos. Depois não entendem por que o manauara adora os clubes dos Rio.

Torcedor passou sufoco para entrar na Arena da Amazônia

Tem rádio na Amazônia

A partir de agora as emissoras de rádio em municípios da Amazônia Legal poderão retransmitir gratuitamente a programação de outras rádios da mesma região. É o que prevê o Sistema de Retransmissão de Rádio da Amazônia (RTR), criado com a sanção da Lei 13.649/2018A Amazônia Legal engloba nove estados. Sua área de abrangência corresponde à totalidade do Amazonas, do Acre, do Amapá,  do Pará, de Rondônia, de Roraima e do Tocantins e parte de Mato Grosso e do Maranhão, com uma população em torno de 25 milhões de pessoas.

Fala, Omar!

De acordo com o relator, senador Omar Aziz (PSD-AM), a manutenção de uma rádio é cara. E para os municípios do interior da Amazônia, torna-se uma vantagem poder retransmitir a programação de outra rádio maior.

Crime de improbidade

A manobra do Executivo Estadual para conceder aumento, aos salários de secretários estaduais, é ilegal e pode levar o primeiro escalão do governo a incorrer em crimes de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito.

“Decisão arbitrária”

A advertência foi feita pelo presidente da Assembleia Legislativa, David Almeida (PSB). Ele é  um dos parlamentares que subscreveu a Resolução Legislativa, que pede o cancelamento dos efeitos do que ele chama de “decisão arbitrária” do governo estadual.

My name is Lula

Em uma ação coordenada em todo Brasil, políticos do PT e partidos amigos tem adicionado o nome Lula em seus registros nas casas legislativas. A senadora Gleisi Hoffmann, por exemplo, agora é chamada de Gleisi Lula Hoffmann.

Zé Lula

No Amazonas, o deputado Zé Ricardo agora é José Ricardo Lula. Mas, ao subir para se pronunciar durante o pequeno expediente da, o agora deputado José Ricardo Lula, foi alvo de brincadeiras dos colegas parlamentares por ter adotado em seu sobrenome o nome do ex-presidente.

Josué Aziz

Durante as “piadinhas”, o deputado Josué Neto (PSD) afirmou que se a moda pegar pedirá que seja chamado de Josué Almeida Aziz Neto, se referindo ao presidente da Casa, David Almeida e o presidente do seu partido, o senador Omar Aziz. Será que Josué ainda está dividido.

Lula Tucano

O caso mais emblemático foi na Câmara Municipal de Teresina (PI). O presidente da Casa, Jeová Alencar, que é do PSDB, também adotou o nome Lula e agora será chamado de Jeová Alencar  Lula. Esse é um, definitivamente, um tucano com defeito.

Seo Lava Jato

Para dar o troco aos petistas, o  vereador Felipe Camozzato (Novo) decidiu pedir a inclusão do nome da “Lava Jato” no painel de presença do plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre. Agora vai se chamar Felipe Lava Jato.

Fala sério

O que esses eternos cartolas da Federação Amazonense de Futebol (FAF) estão esperando para levar o futebol do Amazonas a sério? Depois não entendem por que o manauara adora os clubes dos Rios.

Tapando o rombo

O Governo do Amazonas anunciou que liberou mais de R$ 1 milhão para quitar pendências de governos passados, desde 2014, relativas a programas na área de Ciência e Tecnologia (C&T).

Avanço na pesquisa 

Com isso, o governador Amazonino Mendes (PDT) garante que está disposto a  retomar investimentos e fortalecer a área de inovação e empreendedorismo no Amazonas. Com isso, garante, está contribuindo  para o avanço de pesquisas científicas no estado.

 

EM ALTA 

O   ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Humberto Eustáquio Soares Martins, que acaba de ser indicado para uma vaga no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), de não fechar nenhuma vara federal de Tefé e Tabatinga, como estava previsto.

EM BAIXA

Devido à explosão no número de veículos roubados —   um aumento de 51,6%, em comparação com o mesmo mês de 2016, segundo o Instituto de Segurança Pública (ISP) – está levando seguradoras a recusar clientes ou aumentar consideravelmente o valor do contrato, a ponto de o proprietário do automóvel desistir de fechar negócio.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.