Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Manaus é a 1ª cidade do país em saúde fiscal, aponta estudo da FIERJ


Estudo realizado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) coloca Manaus  na 1ª posição entre as capitais que melhor atendeu às exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal (RF), em 2016 e na 33ª posição no ranking geral.  A conquista foi anunciada pelo prefeito Arthur Virgílio, nesta sexta-feira, 1º de setembro, durante entrevista coletiva no Palácio Rio Branco, Centro.

Na conversa com os jornalistas, Virgílio disse que Manaus tem cumprido  seu dever com a boa gestão do dinheiro público, investindo nas melhores necessidades para a população.

— O resultado é fruto de um de um regime fiscal responsável que a prefeitura tem exercido nos últimos quatro anos, reduzindo despesas de custeio e priorizando os investimento com receitass da cidade.  O prefeito garantiu que a gestão municipal está trilhando na rota do planejamento, que prevê uma visão futurísrica, com a cidade sendo planejada para 2018 a 2030.

— Perto do que Curitiba faz não é nada, mas perto do que Manaus nunca fez é alguma coisa! – comparou o prefeito.

Arthur observou que em 2015, no auge das dificuldades financeiras, a prefeitura criou o comitê “Manaus Enfrentando a Crise”, para acompanhar as ações de melhoria da qualidade dos gastos públicos e o equilíbrio fiscal da cidade.

Blog do Mário Adolfo conversou com o prefeito sobre a situação financeira do Município

— Neste mesmo ano, a projeção era de queda do PIB nacional em 2,5%. Isto é, a Prefeitura se antecipou ao agravamento da crise com ações que mantiveram  o nível das receitas próprias, enquanto as receitas estadual e federal apresentaram quedas significativas.

Durante a coletiva, Virgílio revelou os números da Prefeitura, informando que o crescimento das receitas próprias  contabilizou em 2016 a arrecadação de R$ 1,1 bilhão, mantendo o crescimento de 1,77%. Enquanto isso a maior transferência do estado, de ICMS, chegou a se comparar com a receita tributaria  da capital, gerando repasse de R$ 1,1 bilhão no ano passado, o que representou uma  queda superior a 5%.

— Vale destacar ainda  que já está em plena execução do projeto Manaus 2030, que prevê uma visão futurista da cidade para os próximos 12 anos, do ponto de vista orçamentário.

Arthur disse ainda que Manaus está trilhando na rota do planejamento, que prevê uma visão futurística, com a cidade sendo planejada para 2018 a 2030.

Já a Previdência de Manaus ficou em 4º lugar entre as 10 instituições previdenciárias de grande porte do País que tiveram sua boa gestão reconhecida.

Com isso, a cidade conquistou o ‘Prêmio Boas Práticas de Gestão Previdenciária’. De uma pontuação máxima de 68 pontos, a Manaus Previdência obteve 58 pontos. A entrega do prêmio será no dia 19 de setembro em Curitiba (PR), durante o 17º Congresso Nacional de Previdência.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.