Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Maioria da bancada vota por arquivar denúncia contra Temer


A maioria da bancada do Amazonas na Câmara dos Deputados votou a favor parecer da Comissão de Constituição e Justiça contrário à admissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer pelo (PMDB) crime de corrupção passiva.

Apenas os deputados Hissa Abrahão (PDT) e Conceição Sampaio (PP) votaram contra o relatório, pelo prosseguimento das investigações.

Os deputados Pauderney Avelino (DEM), Átila Lins (PROS), Arthur Virgílio Bisneto (PSDB), Sabino Castelo Branco (PTB), Silas Câmara (PRB) e Alfredo Nascimento (PR) votaram ‘Sim’, a favor do relatório que pede o arquivamento da denúncia contra Temer.

Pauderney Avelino chegou a ser aplaudido pelos parlamentares da base do governo, ao declarar, no microfone, quando votava, que “quem deveria estar na cadeia era o empresário Joesley Batista”.

Na hora do voto, a deputada Conceição Sampaio fez um protesto dizendo que “pela ordem jurídica é lamentável que o país tenha que passar por isso outra vez, mas o meu voto é ‘Não’, contra o relatório”.

O plenário da Câmara dos Deputados começou a votar o relatório por volta das 17h. Quando o quórum registrou a presença de 342 parlamentares. A votação foi por chamada nominal, começando pelos deputados de um estado da Região Norte e, em seguida, os deputados de um estado da Região Sul. Os deputados tiveram 15 segundos para expor os argumentos e voto. A votação entrou pela noite.

Com base nas delações de executivos do grupo J&F, que controla a JBS, Temer foi denunciado em junho ao Supremo Tribunal Federal pela Procuradoria-Geral da República por corrupção passiva. O STF só poderá analisar a denúncia, porém, se a Câmara autorizar.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.