Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Justiça aumenta multa a rodoviários, que continuam ignorando Poder Judiciário

Na tarde desta quinta-feira, 31, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) aumentou para R$ 300 mil por hora de paralisação o valor da multa imposta ao Sindicato dos Rodoviários, por descumprimento da liminar. Nesta quinta-feira, 31, cerca de 700 mil pessoas foram prejudicadas devido a paralisação de 100% da frota do transporte coletivo.

Na liminar expedida no último dia 29, o TRT já havia aumentado a multa de R$ 30 mil por hora, para R$ 200 mil, mesmo assim o Sindicato dos Rodoviários manteve a greve, que já se prolonga por mais de 60 horas.

No documento expedido pelo plantão judiciário nesta tarde, a desembargadora plantonista Maria de Fátima Neves Lopes determinou, além da multa de R$ 300 mil por hora, o bloqueio de R$ 20 mil nas contas do Sindicato dos Rodoviários, por dia de descumprimento. A magistrada enviou ofício para o Ministério Público Federal (MPF) e à Polícia Federal (PF), para apuração das penalidades criminais cabíveis.

De acordo com o assessor jurídico do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram), Fernando Borges, as empresas estão abertas à negociação, desde que o transporte coletivo volte a operar em sua totalidade.

“Mais uma vez a população foi penalizada com uma greve irregular. O Sinetram confia na justiça e entende que o diálogo envolvendo empregadores, empregados e a Prefeitura, é o melhor caminho para o enfrentamento da questão, de forma a preservar o interesse público. Desde que se respeite a ordem judicial e o direito de ir e vir da população, estaremos abertos ao diálogo, pois a população não merece isso”, explica Borges.

Greve

Esse é o terceiro dia consecutivo de paralisação ilegal, que já prejudicou mais de 1,3 milhão de pessoas. Na terça-feira mais de 350 mil pessoas foram prejudicadas, quarta-feira mais de 255 mil e nesta quinta-feira 700 mil usuários também foram prejudicados. Apenas este ano, esta é a 12a paralisação irregular.

Deixe uma resposta