BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Joice Hasselmann diz que sofreu atentado mas não se lembra de nada


A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou, nesta quinta-feira (22/7), que pode ter sido vítima de um atentado. Ela tem cinco fraturas no rosto e outras pelo corpo, mas disse não se lembrar do que aconteceu. A parlamentar deu entrada no hospital DF Star, em Brasília, mas já está em casa se recuperando.

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou, nesta quinta-feira (22/7), que pode ter sido vítima de um atentado. Ela tem cinco fraturas no rosto e outras pelo corpo, mas disse não se lembrar do que aconteceu. A parlamentar deu entrada no hospital DF Star, em Brasília, mas já está em casa se recuperando.

Hasselmann disse, em entrevista exclusiva ao SBT, não se lembrar do que aconteceu. Ela afirmou que na noite de sábado (17/7) estava sozinha em seu quarto enquanto o marido dormia em outro quarto, porque, segundo ela, ronca muito. A última coisa que diz se lembrar é que estava maratonando uma série. Depois disso, acordou no domingo caída em uma poça de sangue.

"O que eu sei, o que eu vi, foi que domingo, umas 7h da manhã, eu acordo entre meu quarto e o banheiro, no closet, com uma poça de sangue. Estava muito frio, eu estava muito gelada e tinha perdido muito sangue. Depois do susto, a primeira reação que eu tive foi 'ah, eu desmaiei né?' Tive um mal súbito, sei lá, um princípio de infarto. Desmaiei e bati o nariz, que sangra com facilidade, deve ser isso”, relatou.

“Me arrastei até o meu banheiro e, quando eu cheguei no banheiro, tinha pingos de sangue no banheiro, o tapete estava empapado de sangue e o que me chamou a atenção foi o espelho, tinha gotas de sangue como se fosse jato. Mas como? Sangue do meu nariz vai estar no espelho? Mas eu estava totalmente atordoada, imediatamente eu pedi socorro."

Ela contou que antes de fazer os exames o marido, que é médico, disse que ela poderia ter tido um trauma devido ao olho roxo. Em seguida, a deputada entrou em contato com amigos médicos, dentistas e seus funcionários comunicaram à equipe de segurança, que informou a Polícia Legislativa. Ainda no domingo foi hospitalizada para fazer exames.

"Os médicos me alertaram e falaram: 'Olha, pra ser um tombo você teria que ter tomado quatro ou cinco tombos ou então caído de uma escada'."

Na sequência, a deputada pensou na possibilidade de ter sofrido um atentado. "Apesar das ameaças de morte que constantemente eu recebo, eu nem levo mais tanto a sério. Então dispensei [a Polícia Legislativa], como toda noite eu faço."

Fonte: Estado de Minas

Redação

Redação

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.

Manaus