Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

“Interferir na PF é pedir pra apurar quem mandou matar Jair Bolsonaro?” diz presidente


Da Revista Fórum

Em pronunciamento feito na tarde desta sexta-feira (24), o presidente Jair Bolsonaro criticou o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e disse que a mudança na Polícia Federal está relacionada com as investigações sobre o episódio da facada e sobre a morte da vereadora Marielle Franco.

Segundo o presidente, Moro fez “acusações mais torpes possíveis. à minha família e aqueles próximos”. “Se eu posso trocar um ministro, por que não posso trocar o diretor da PF. Não tenho que pedir autorização pra ninguém pra trocar um diretor ou qualquer outro”, disse.

Bolsonaro disse que “implorou” a Moro para que a Polícia Federal investigasse o Caso Adélio Bispo. “É interferir na PF é pedir pra apurar quem mandou matar Jair Bolsonaro? A PF de Sérgio Moro mais se preocupou com Marielle do que com o seu chefe supremo”, declarou.

“É exigir muito pra que esse porteiro fosse investigado? Isso é interferir na PF?”, questionou ainda o presidente ao comentar sobre o depoimento do porteiro do condomínio Vivendas da Barra.

Em seu anúncio de demissão na manhã desta sexta, o ex-ministro listou uma série de crimes de responsabilidade que Bolsonaro cometeu ao longo de seu mandato na presidência da República. Ele ainda disse que Bolsonaro assumiu que queria interferir politicamente na PF.

A interferência de Bolsonaro no órgão, motivo pelo qual Moro decidiu desembarcar do governo, é vista por muitos como crime de responsabilidade, passível de impeachment. Entre eles, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e a líder da CCJ, senadora Simone Tebet (MDB-MS). Para o líder do PT na Câmara, Ênio Verri (PT-PR), “o impeachment está mais próximo”.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.