BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Indígenas da RDS do Tupé recebem cestas básicas


Núcleos indígenas em comunidades da Reserva de Desenvolvimento Sustentável (RDS) do Tupé e áreas adjacentes no Baixo Rio Negro receberam nesta quarta-feira, 20/5, cestas de alimentos doadas pela Prefeitura de Manaus como estratégia de enfrentamento à pandemia provocada pelo avanço da Covid-19 com foco na população vulnerável indígena residente em comunidades da zona rural.

O trabalho foi realizado de forma integrada entre as secretarias municipais da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc) e de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), gestora da reserva. A distribuição busca amenizar os efeitos da pandemia, que paralisou a movimentação turística na reserva, principal fonte de renda para os indígenas aldeados da área.

A determinação do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, é de que todas as famílias indígenas em vulnerabilidade social e no perfil das condicionalidades sejam incluídas nos programas socioassistenciais disponíveis, além de contarem com o acompanhamento do Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (Paif) do município.

“No que compete a mim, enquanto prefeito da capital da Amazônia, que esses povos habitam e protegem há milênios, estou garantindo a sobrevivência física, histórica e cultural dessa gente, que temos o dever de proteger, sobretudo em meio a essa pandemia, que tornam esses cidadãos alvos fáceis. Agora, enquanto amazônida, tenho feito o que me cabe de alertar ao país e ao mundo sobre o risco de genocídio, que correm as várias etnias do nosso Amazonas”, advertiu o prefeito Arthur.

Foram entregues, inicialmente, 25 cestas com produtos alimentícios para 23 famílias das comunidades Tuyuka, Tatuio, Daikuru e Cipiá, distribuídas entre a RDS do Tupé e a reserva Puranga Conquista, área estadual. O trabalho de referenciamento das famílias foi feito pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) do bairro Compensa II, que abrange as comunidades indígenas.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.