BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Hospital Regional de Manicoré recebe usina de oxigênio


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) entregou, neste domingo (16/05), uma usina de oxigênio com capacidade de produção de 13 metros cúbicos por hora (m³/hora) ao prefeito de Manicoré, Lúcio Flávio. O equipamento foi adquirido pelo Governo do Amazonas e soma-se a três outras usinas compradas recentemente para ampliar a geração e oferta de oxigênio na rede estadual de saúde e que aguardam entrega pelos fornecedores.

O equipamento será enviado ao município para instalação no Hospital Regional de Manicoré. O Núcleo de Modernização da Infraestrutura da Saúde (Infrasaúde) da SES-AM visitou o município e realizou adaptações na estrutura da unidade de saúde para recebimento da usina. A previsão para instalação do equipamento é em até 10 dias, segundo o Infrasaúde.

O prefeito classificou a entrega da usina de oxigênio como uma conquista e um presente do Estado ao município, que completou 143 anos no sábado (15/05). O equipamento irá auxiliar na recuperação de pacientes em tratamento da Covid-19.

“A nossa logística para adquirir os cilindros de oxigênio é muito difícil. Agora temos uma usina de oxigênio. É um sonho que está sendo realizado e concretizado hoje. Essa contribuição que o Governo do Estado está passando para o município é de fundamental importância. Com essa usina, nós estaremos dando uma contribuição no atendimento e consolidando o nosso hospital na capacidade de oxigênio”, disse Lúcio Flávio, ao agradecer ao Governo do Estado pelo investimento na estrutura de saúde do município, localizado no sul do Amazonas.

O Estado conta com 37 usinas em funcionamento, distribuídas em 21 municípios, incluindo a capital. A implantação de usinas e a instalação de tanques de oxigênio são ações inseridas no Plano de Contingência Estadual para o Enfrentamento da pandemia de Covid-19 no Amazonas.

Equipamento foi adquirido pelo Governo do Amazonas e será instalado no hospital regional do município

A estratégia de geração independente de oxigênio inclui o cronograma de implantação de usinas em todo o estado, com a meta de somar 75 unidades em operação, sendo 30 delas adquiridas pelo Governo do Amazonas, totalizando a capacidade de produção total por dia de até 36 mil metros cúbicos de oxigênio.

Além de Manaus (12), as usinas estão em operação em: Alvarães (1), Apuí (1), Barcelos (1), Carauari (1), Careiro (1), Coari (1), Eirunepé (1), Humaitá (1), Itacoatiara (3), Lábrea (1), Manacapuru (1), Maués (2), Nova Olinda do Norte (1), Parintins (3), Santo Antônio do Içá (1), São Gabriel da Cachoeira (1), Tabatinga (1), Tapauá (1), Tefé (1) e Urucará (1). Autazes e Envira estão aguardando a chegada de usinas que foram compradas pelo Governo do Estado.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.