BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Hospital Nilton Lins encerra atividades após baixa no número de internações


A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) finalizou, na quinta-feira (16), a desmobilização do Hospital de Combate à Covid-19 na Nilton Lins. Em 90 dias, foram contabilizados mais de 1.800 atendimentos na unidade. A ala voltada para o tratamento de indígenas que havia sido montada no local foi transferida para o Hospital e Pronto-socorro 28 de Agosto.

A desmobilização, segundo o secretário interino da Susam, Marcellus Campêlo, é um marco do fim do momento crítico que o estado passou durante a pandemia. “É um momento simbólico para a rede porque nós vivemos a pandemia no Amazonas, infelizmente, com muita intensidade. Felizmente já estamos saindo desse momento mais crítico, estamos desativando porque justamente o número de internações despencou e a rede já está preparada para absorver a demanda, que hoje já é bem menor do que na época do pico”, ressaltou Marcellus.

Mais de 100 equipamentos, entre monitores e ventiladores mecânicos adquiridos pela Susam ou doados pelo Ministério da Saúde, estão sendo remanejados para as unidades da rede. “Serão distribuídos para os hospitais de emergência 28 de Agosto, Platão Araújo, João Lúcio e também para os hospitais com atendimento especializado a crianças, os hospitais infantis”, detalhou o secretário da Susam.

Ala Indígena – De acordo com o secretário de saúde interino, Marcellus Campêlo, os indígenas com Covid-19 passam também a ter acesso a serviços especializados dentro da estrutura montada no HPS 28 de Agosto, como a nefrologia, cirurgia geral, ortopedia.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.