Calendário

dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Hospital de Manacapuru será reformado e ampliado pelo Governo do Estado

A Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (Susam) vai realizar a reforma e ampliação do Hospital Regional Lázaro Reis e Maternidade Cecília Cabral, em Manacapuru (a 68 quilômetros de Manaus). O projeto foi apresentado na última sexta-feira (23/02), pelo prefeito Beto D’Ângelo, durante reunião com o secretário Francisco Deodato, em Manaus. O valor do convênio é de R$ 8,3 milhões, entre o Governo do Estado e o município, para a realização da obra.

O hospital e maternidade de Manacapuru, que funcionam no mesmo espaço, de forma improvisada, foram visitados pelo secretário Francisco Deodato ainda no primeiro mês da nova gestão. No local, o titular da Susam constatou as condições precárias de atendimento. O governador Amazonino Mendes determinou então que fossem realizados estudos para a reforma das duas unidades de saúde.

“Manacapuru é um município polo do sistema de saúde, então este hospital atende não só os 94 mil habitantes do município mas também moradores de Novo Airão, Iranduba, Manaquiri, Anori, Caapiranga, Anamã, Beruri e outras localidades no entorno. Por isso, decidimos fazer este investimento, que faz parte do pacote de reconstrução da saúde que estamos realizando tanto na capital quanto no interior do Amazonas”, declarou Deodato.

Com investimento de R$ 8,3 milhões, o projeto prevê a construção de uma área exclusiva para atendimentos de urgência e emergência, construção de um necrotério, além da conclusão e adequação do prédio da maternidade. Além disso, outras áreas da unidade de saúde devem passar por manutenção preventiva.

Pacote de investimentos 

O Hospital de Manacapuru está inserido no pacote de intervenções direcionado ao interior, anunciado pelo governador Amazonino Mendes no início deste mês, envolvendo recursos da ordem de R$ 125,5 milhões para a saúde. Além do hospital, o pacote inclui entrega de veículos e embarcações para o combate à malária; de ambulâncias para remoção de pacientes; repasses de recursos; e investimentos em obras.

Deixe uma resposta