BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Homem é preso suspeito de matar vendedor ambulante a facadas


Apontado como principal suspeito da morte do vendedor ambulante Altamiro Nunes Marinho Rodrigues, que tinha 31 anos, um homem identificado como Douglas Ribeiro Pimentel, de 27 anos, conhecido como "Seu Madruga", acabou sendo preso pelas equipes da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), na última quarta-feira (25).

Conforme o delegado Charles Araújo, titular da especializada, o crime ocorreu no dia 13 de abril deste ano, nas proximidades da igreja Matriz, no Centro, na Zona Sul de Manaus, quando a vítima foi surpreendida por Douglas, pela companheira dele e por uma mulher, ainda não identificada. Toda a ação criminosa foi filmada pelos suspeitos.

"Com a divulgação do vídeo, ficou clara a autoria do crime. Conseguimos identificar o Douglas e a esposa dele, que ainda segurava um bebê de colo no momento do homicídio. O Douglas já estava no sistema prisional pelo crime de roubo e fomos até ao Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde cumprimos o mandado em nome dele", explicou o delegado.

Em depoimento, "Seu Madruga" confessou o crime e informou aos policiais que matou o vendedor pelo fato da vítima ter filmado ele vendendo drogas e que, supostamente, enviaria o vídeo para uma facção criminosa rival e que iria executá-lo.

"Douglas alegou ainda que tinha intenção de pegar o aparelho celular da vítima para apagar as imagens. As nossas investigações, até o momento, não apontam o envolvimento do vendedor com o tráfico de drogas. Agora iremos continuar as diligências para localizar as duas mulheres que também participaram da ação criminosa", explicou.

Douglas irá responder por homicídio qualificado e deve permanecer à disposição da Justiça.

Fonte: Portal Em Tempo

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.