BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Guaraná recebe reconhecimento nacional com a concessão de selo de Indicação Geográfica


O guaraná nativo e o bastão de guaraná da Terra Indígena Andirá- Marau, localizada em Maués (distante 276 quilômetros de Manaus), receberam o registro de Indicação Geográfica (IG), na categoria Indicação de Procedência (IP), do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi). O reconhecimento divulgado no início dessa semana foi comemorado pela Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), que acompanha os produtores rurais e o desenvolvimento da atividade no estado.

Com isso, a planta típica da região Norte recebeu o reconhecimento nacional de qualidade, que garante a procedência e traz mais valor ao produto.

Por ano, na cidade de Maués, são produzidas cerca de 250 toneladas de guaraná, de acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), sendo esta a principal atividade econômica da região. Também é importante ressaltar que este guaraná produzido e comercializado na região é o único também vendido para o exterior, ratificando a importância de um selo de qualidade.

Rico em cafeína e antioxidantes e com propriedades anti-inflamatórias, o guaraná pode ainda prevenir o surgimento de doenças cardiovasculares, neurodegenerativas, diabetes e outras patologias.

De acordo com o técnico do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário do Estado do Amazonas (Idam), Ademir Bentes, a valorização é o principal objetivo visado pelos produtores da região. “A principal importância é em relação à valorização do produto, pois vamos ter um produto rotulado e comprovado quanto a sua qualidade e procedência, e assim vamos evitar a concorrência com produtos de baixa qualidade”, disse Ademir.

Para o secretário executivo adjunto de Política Agrícola, Pecuária e Florestal do Amazonas da Sepror, Airton Schneider, alavancar o agronegócio no Norte é fundamental para melhorar a vida do homem no campo. “Este selo veio para coroar o trabalho dos produtores de Maués. Comprovando sua procedência e sua qualidade, trazendo uma visão especial do mercado para o guaraná produzido no município, e assim possibilitando uma vida mais digna e estável ao produtor", completou Airton.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.