BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Governo encaminha primeira criança cardiopata para cirurgia em São Paulo


O pequeno Yran Lucas, de 1 ano e cinco meses, será o primeiro paciente amazonense com cardiopatia congênita a ser encaminhado para cirurgia no Hospital da Criança e Maternidade (HCM) de São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, após parceria firmada pelo Governo do Amazonas. A iniciativa, que é uma das ações promovidas pela gestão estadual para reduzir o tempo de espera na fila do Hospital Universitário Francisca Mendes (HUFM), na zona norte de Manaus, vai permitir que o hospital paulista opere crianças amazonenses por meio do Tratamento Fora de Domicílio (TFD).

Com a liberação da equipe médica do Francisca Mendes, Yran e a mãe dele, Mairucy Alencar de Sousa, embarcam para São Paulo na madrugada de segunda-feira (03/02) – a primeira consulta no HCM de São José do Rio Preto está marcada para quarta-feira (05/02). A família mora no ramal do Pau Rosa, na BR-174 (Manaus-Boa Vista), e está hospedada na casa da irmã de Mairucy, no Jorge Teixeira 4, desde que recebeu a notícia de que a cirurgia seria feita fora do estado.

“Ligaram para mim dizendo que era para eu ir no médico porque o governo tinha feito uma parceria, que tinha uma redução na fila de espera e ele havia sido escolhido para fazer a cirurgia para fora. Para mim isso foi muito bom, foi uma esperança, porque eu pensei que isso não ia acontecer como estou vendo que está acontecendo. Na mesma hora eu aceitei ele fazer lá para fora, com o coração na mão, mas mesmo assim eu vou, porque é a saúde do meu filho que está em jogo”, afirmou a mãe.

O Tratamento Fora de Domicílio (TFD) conta com todo o apoio da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), que mobilizou a equipe chefiada pela assistente social Maria Mazzarello para atender as famílias que viajarão por meio da parceria com o Hospital da Criança de São José do Rio Preto. Para Mairucy, esse acompanhamento tem sido essencial.

Diagnóstico – Yran Lucas foi diagnosticado ainda na maternidade com uma cardiopatia congênita conhecida como comunicação interventricular, ou sopro no coração, que consiste numa abertura na parede que separa os ventrículos direito e esquerdo. A maioria dessas más-formações se fecha com o tempo, mas muitas precisam de cirurgia corretiva, como no caso do filho de Mairucy.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.