Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Governo do Estado inicia contratações diretas de técnicos de enfermagem


O Governo do Amazonas iniciou, nesta quarta-feira (08), a contratação direta de técnicos de enfermagem que já atuavam na rede estadual de saúde, por intermédio de empresas terceirizadas. A partir da contratação direta, aproximadamente 3 mil técnicos passam a se enquadrar no regime de servidores estaduais temporários do Estado.

O atendimento, que segue até dia 17 de janeiro, das 8h às 17h (exceto no domingo, 12/01), acontece no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques, na avenida Constantino Nery, 5.001, onde foi montada uma força-tarefa do Governo do Estado.

Mesmo sem necessidade de aglomeração para o atendimento, as filas começaram a se formar ainda na noite de terça-feira (07). “Isso demonstra, de fato, um desejo muito grande daqueles que trabalham, que têm dignidade do seu trabalho, de que ao final do mês eles possam receber. E, diante de tudo isso, o Governo do Estado, com muita responsabilidade, montou uma força-tarefa entre Secretaria de Estado de Saúde, Secretaria de Administração, Procuradoria Geral, além de um posto avançado do Bradesco, de onde a gente dá todo suporte e apoio”, ressaltou o titular da pasta de Saúde, Rodrigo Tobias.

A contratação é exclusiva para os trabalhadores terceirizados que já atuam na rede. Os trabalhadores passarão a receber na folha do Estado, sem atrasos. “Eles vão sair daqui com a conta do Bradesco, com o contrato em mãos e vão receber em dia. Então para nós é motivo de satisfação absorvê-los, porque é uma classe muito importante para a saúde pública”, avaliou Tobias.

A lista de documentos e a ficha de cadastro para a contratação podem ser obtidas no site da Secretaria de Estado de Saúde (saude.am.gov.br). As unidades também divulgarão as informações entre os trabalhadores.

Contratação – Os técnicos de enfermagem terão que ir ao Vasco Vasques no horário fora de seus plantões. O contrato será em Regime Temporário (RET). O embasamento para a medida é a Lei 2.607/2000 e suas alterações aprovadas pela Assembleia Legislativa em dezembro de 2019. A legislação dispõe sobre a contratação de pessoal por tempo determinado para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público.

Os profissionais estarão sob avaliação periódica, e a renovação dos contratos deles levará em consideração a qualidade dos serviços prestados pelos mesmos. A avaliação será realizada pelos gestores das unidades em que eles vão atuar.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas.