BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Gestora de Manaus é uma das vencedoras do ‘Educador Nota 10’


A capital do Amazonas é, novamente, destaque nacional quando o assunto é educação. A professora Lúcia Cristina Cortez Barros Santos, gestora da escola municipal Waldir Garcia, bairro São Geraldo, zona Centro-Sul, está entre os dez vencedores do prêmio nacional “Educador Nota 10”, sendo a única campeã da categoria “Gestão Escolar” com o projeto inclusivo “Acolher para todos envolver e aprender”, desenvolvido pela unidade de ensino da Prefeitura de Manaus. O resultado foi anunciado na manhã desta segunda-feira, 20/7, durante o programa Encontro com a Fátima Bernardes, da Rede Globo.

Lúcia atua há 15 anos na escola Waldir Garcia, unidade que atende 223 alunos, sendo 50 estrangeiros (de países como Haiti, Venezuela e Cuba), bem como alunos com deficiência. Foi nesse contexto que a gestora percebeu a necessidade de implementar uma ação de inclusão entre os estudantes.

Dentro do escopo do projeto ganhador, Lúcia visitou escolas públicas inovadoras em São Paulo, para entender os princípios da Educação Integral e mudar a prática pedagógica tradicional, que pode acentuar desigualdades, em busca de uma gestão mais democrática. Com esse projeto sendo desenvolvido desde 2016, foi possível desburocratizar relações, estabelecer vínculos, engajar e dialogar com todos os participantes da comunidade escolar. Ademais, a escola promove, atualmente, uma espécie de intercâmbio escolar, com aulas de língua portuguesa, inglesa, espanhol e crioulo haitiano, sendo este último dedicado ao corpo docente.

Para Lúcia Cortez, o prêmio reforça a importância de se pensar novas estratégias de ensino, levando em consideração a atual conjuntura social. “Esse prêmio é da escola Waldir Garcia e da educação de Manaus. Ele mostra que precisamos abrir a escola, para que ela seja contemporânea, valorizando o jovem do século 21. O intuito é tornar o ambiente escolar mais humano, com equidade e singularidade, onde o estudante é protagonista de sua aprendizagem”, pontuou a gestora.

Os vencedores receberão um vale-presente no valor de R$ 15 mil cada um. Já as escolas onde os projetos são trabalhados ganham um vale–presente de R$ 1 mil e uma assinatura digital de Nova Escola, de janeiro a dezembro de 2021.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.