BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Filho é acusado de esquartejar a própria mãe em Manaus


Maria de Fátima Matos, 64, foi morta esquartejada pelo próprio filho, Maxwel da Silva Lima, 33, na manhã desta terça-feira(22) no Beco Danilo Correa, bairro Petrópolis, zona sul de Manaus. Segundo informações preliminares, o homem sofre de esquizofrenia e tentou fugir após o crime.

Segundo informações do tenente  Jataí, da Força Tática, uma viatura da Polícia se deparou com o suspeito correndo pela rua e várias pessoas atrás dele, quando foi capturado pelos policiais militares.

“Foi feita a detenção dele e as pessoas disseram que ele tinha matado a mãe. Nossa equipe foi verificar a informação e se deparou com a vítima esquartejada”, disse o tenente.

Ainda segundo o policial, a família da vítima informou que há algum tempo ele é esquizofrênico, fazia uso de medicamentos e já tinha agredido a mãe outras vezes. Ele morava sozinho na casa com a mãe.

O homem foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). A investigação recolheu a faca utilizada pelo homem para cometer o crime. ” A DEHS fez a coleta do material para ajudar na investigação do crime, finalizou o tenente.

O corpo da mulher foi recolhido e encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Conforme a polícia, o crime pode ter acontecido ainda na madrugada, a polícia tomou conhecimento por volta das 9h. Enquanto estava na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), ele apresentava um comportamento alterado.

“Baseado nas provas que nós coletamos tanto no local de crime quanto às oitivas que nós fizemos, resolvemos fazer a lavratura do alto de prisão em flagrante. A gente percebe que ele ainda está alterado e ainda não consegue organizar as ideias, ele mencionou algumas coisas indizíveis, que a mãe sofreria de uma doença e ele queria livrar a mãe dessa doença”, explicou o titular da DEHS, Charles Araújo.

Ainda conforme Araújo, Maxsuel, já apresentava um histórico de comportamento alterado em outras situações. Ele estava passando por tratamento e na última semana foi até o local, onde se tratava.

“Uma ocorrência que deixa todos tristes, envolvendo familiares. Uma mãe que supostamente foi morta por um filho de uma forma cruel. Caso seja confirmado o problema mental, ele pode receber uma pena alternativa”, destacou o delegado.

Fonte: Portal D24am

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.