BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Polícia acaba com festa clandestina dentro de barco em Manaus


Uma festa clandestina realizada dentro de uma embarcação foi desarticulada pela Polícia Civil do Amazonas na noite desta terça-feira (6), no Rio Negro. Pelo menos 70 pessoas estavam aglomeradas na embarcação desde a última sexta-feira (2).

O diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), Bruno Fraga, explicou  que a ação iniciou após denúncia anônima sobre a festa.

"Existe risco de contágio desta doença que vem assolando a população amazonense. Iniciamos as diligências junto com a equipe do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO)  e o  Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera). Flagramos várias pessoas na festa, sem máscaras e consumindo bebidas. Serão conduzidas à Delegacia Geral e será feito o Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) em relação a todos que estavam praticando essa aglomeração que possibilitava risco de contágio", explicou Fraga.

Conforme o diretor do DPI, boa parte dos frequentadores da festa são estrangeiros. "A festa acontecia desde a sexta-feira (2) e ocorreria até hoje. Eles alegam que fizeram testes de Covid-19, mas não temos provas disso e tudo será esclarecido na delegacia", completou a autoridade.

O diretor do Grupo Fera, delegado Juan Valério informou que as pessoas que estavam na embarcação ainda passaram por comunidades indígenas ribeirinhas que poderiam ter sido contaminadas pelo vírus.

"O Grupo Fera fez a abordagem e subimos no barco ainda em movimento. Fizeram tudo que é contrário as normas para evitar o Covid-19. Essas pessoas tem conhecimento, mas estão aqui. Tudo será devidamente apurado e os responsáveis pela festa já foram identificados. Tudo será devidamente apurado", concluiu o diretor do Fera.

Fonte: Portal Em Tempo

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.