BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Famílias recebem casas no Conjunto habitacional Manauara 2


Beneficiários do programa habitacional Cidadão Manauara 2 iniciaram fase de mudança esta semana. Após assinatura do contrato, realizado no final de junho, 500 beneficiários já podem morar no conjunto.

Em razão das medidas de distanciamento social em vigor, por causa da pandemia da Covid-19, os beneficiários foram divididos em grupos e têm prazo de até 30 dias para realizar suas mudanças, entre os meses de julho e agosto, para reduzir a aglomeração e possível risco de contágio do vírus. Cada morador tem a data previamente definida.

A ocupação dos apartamentos do Cidadão Manauara 2 foi recebida com muita alegria e gratidão pelos beneficiários.

Moradores conhecem seus novos apartamentos

“Parece um sonho. Estou muito feliz com essa conquista da casa própria”, disse o autônomo Eldo Albuquerque, 34, que estava em aperto financeiro para pagar aluguel de imóvel no bairro Petrópolis, zona Sul. “Com essa pandemia, eu estava prestes a entregar o aluguel e ir morar na casa de algum parente. Chegou em ótima hora”, comemorou Eldo, que, com a ajuda das duas filhas e esposa, faz a mudança para o residencial.

O trabalho tem coordenação da vice-presidência de Habitação e Assuntos Fundiários (Vpreshaf), órgão ligado ao Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb). Das 500 famílias que receberam a casa própria, cem são de vítimas do incêndio ocorrido no bairro Educandos, em dezembro de 2018.

Os moradores têm apoio do Escritório de Atendimento Local (EAL) para garantir orientação e suporte, como acompanhamento no recebimento do imóvel e suporte assistencial, funcionando de 8h às 14h até sexta-feira. A partir do dia 13 de julho, o horário será de 13h às 17h, às terças e quintas-feiras.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.