BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Familiares de pacientes internados no Hospital 28 de Agosto recebem atendimento psicossocial do Governo do Amazonas


Famílias de pacientes internados no Hospital e Pronto-Socorro (HPS) 28 de Agosto com Covid-19 contam com um acolhimento psicossocial do Governo do Amazonas. O serviço busca aproximar o parente do familiar que está na unidade divulgando informações como quadro clínico, avanços e movimentações na unidade, dando atendimento psicológico e humanizado aos acompanhantes.

A equipe multidisciplinar coordenada pela Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), em parceria com a Secretaria de Estado de Assistência Social (Seas), atua em uma tenda montada na Fundação Allan Kardec, localizada ao lado do hospital. No local, os parentes de referência realizam um cadastro assim que o paciente é internado. Sendo assim, eles passam a receber todo o apoio e avisos do tratamento dado ao seu familiar.

Serviço funciona em tenda ao lado do hospital, intermediando informações da unidade com as famílias dos pacientes

O atendimento psicossocial, segundo a subcoordenadora de Projetos Sociais da UGPE, Viviane Dutra, ganha extrema importância para o sistema de saúde, sobretudo pelo aumento de internações registrado nos últimos dias. Ela explica que a emissão de boletins ficou prejudicada pelo crescimento de casos de Covid-19 na rede pública, mas, devido ao acolhimento, os trabalhos dentro e fora da unidade tornaram-se mais fortalecidos.

“Muitas famílias ainda estão impactadas, a equipe médica fragilizada, toda a sociedade está sofrendo com essa condição. O atendimento psicossocial é para que a gente possa fortalecer e fomentar ações de apoio mútuo. A partir do momento em que a gente tira essa sobrecarga da equipe médica que está ocupada em atender os pacientes e acolhemos essa angústia dos parentes que ficam aqui fora, precisando dessa informação, a gente torna esse processo, que já é crítico, um pouco menos traumático”, explicou Viviane.

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.