BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Eneva registra aumento expressivo de reservas de gás no Amazonas em 2020


O ano de 2020 foi marcado por um aumento expressivo das reservas de gás da Eneva no Amazonas. A perfuração dos três poços produtores no campo de Azulão, em Silves, resultou num incremento de 60% da reserva, alcançando 5,851 bilhões de metros cúbicos (Bm³). Um ano antes, o volume identificado era 3,612 Bm³.

“A incorporação dos dados dos perfis dos poços perfurados em 2019 e 2020 ao nosso modelo geológico e uma nova interpretação da sísmica evidenciaram uma maior área de reservatório e um contato gás/água mais profundo, confirmando nossa expectativa de que o Campo de Azulão poderia conter um volume de gás superior ao certificado anteriormente. Esse resultado é fruto de mais de três anos de estudos dos dados existentes na região e do investimento na perfuração dos poços, e reforça a nossa tese sobre o potencial da Bacia do Amazonas, razão pela qual adquirimos mais três blocos exploratório no entorno de Azulão na Oferta permanente de 2020.”, destaca o diretor de Operações da Eneva, Lino Cançado.

As informações constam no Relatório Executivo de Auditoria das Reservas de Gás Natural dos Campos, elaborado pela consultoria independente Gaffney, Cline & Associates, Inc.

A empresa também registrou crescimento em suas reservas na Bacia do Parnaíba, no Maranhão

O campo de Azulão faz parte do projeto integrado Azulão-Jaguatirica, vencedor do leilão de 2019 da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com investimento da Eneva de R$ 1,9 bilhão, o projeto vai produzir gás natural na Bacia do Amazonas, em Silves (AM), para abastecer a usina termelétrica (UTE) Jaguatirica II, que vai gerar energia para Roraima.

A empresa também registrou crescimento em suas reservas na Bacia do Parnaíba, no Maranhão. Em 31 de dezembro de 2020, as reservas 2P totais da Eneva somaram 31,827 bilhões de metros cúbicos, dos quais 5,851 bilhões de metros cúbicos são referentes à Bacia do Amazonas e 25,976 bilhões à Bacia do Parnaíba, conforme a tabela abaixo:

Classificação das Reservas

Reservas de Gás

Bacia do Parnaíba

 (100% WI) (Bm3)

Reservas de Gás

Bacia do Amazonas

 (100% WI) (Bm3)

Reservas de Gás

Total ENEVA

 (100% WI) (Bm3)

(1P)

Desenvolvidas

Não desenvolvidas

24,157

12,409

11,748

5,376

-

5,376

29,533

12,409

17,124

(2P)

Desenvolvidas(*)

Não desenvolvidas(*)

25,976

13,435

12,541

5,851

0

5,851

31,827

13,435

18,392

(3P)

 

29,371

6,344

35,715

Redação BMA

Redação BMA

As principais notícias do Amazonas, do Brasil e do mundo. Mais de 40 anos de jornalismo com credibilidade.