Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Em dois meses, Corpo de Bombeiros registrou 103 incêndios em Manaus

Pequenos cuidados no uso de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos e a manutenção da rede elétrica podem evitar que ocorram incidentes de incêndios em casas e apartamentos, alerta o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBM/AM). Nos dois primeiros meses de 2019, foram registrados 103 casos de incêndios em Manaus, sendo 21 de sinistros em casas e apartamentos.

Além de incêndios residenciais, segundo relatório dos Bombeiros, em janeiro e fevereiro de 2019, entre as principais ocorrências, também foram registrados 21 casos em veículos e outros 34 princípios de incêndios, debelados sem maiores danos.

Curtos-circuitos ocasionados pelo uso incorreto de aparelhos como ventiladores e ferros de passar e por instalações elétricas em mau estado de conservação são os principais fatores causadores de incêndios em residências, como explicou o major Janderson Lopes.

De acordo com o bombeiro, também são grandes causadores de incêndios atitudes como esquecer o ferro de passar ligado ou deixar o celular carregando por muito tempo em cima de superfícies inflamáveis, causando um superaquecimento, bem como deixar panelas no fogão por muito tempo.

Precauções – Segundo o Corpo de Bombeiros, a população deve seguir uma série de recomendações para não correr o risco de passar por um sinistro em casa. São pequenos cuidados que podem evitar incidentes graves, enfatiza o Major.

“As pessoas devem ficar atentas, principalmente, às condições das instalações elétricas das suas casas. Evitar ligar aparelhos em tomadas adaptadas, ou ligar vários aparelhos em uma tomada, para que não haja o risco de superaquecimento”, diz Janderson Lopes.

Ele também orienta que os celulares sejam carregados em superfícies não inflamáveis, de preferência no chão, e que se mantenha atenção com equipamentos como ventiladores e aparelhos de ar-condicionado. Outro ponto levantado é que as pessoas tomem cuidado com o manuseio de fósforos, velas e isqueiros pelas crianças.

Veículos – Orientação parecida é feita em relação a riscos de incêndios em automóveis. O major afirma que a maior parte dos problemas ocorre devido à falta de manutenção dos veículos, mesmo os novos. 

“A orientação que damos, em casos de superaquecimento dos veículos, é que o motorista pare imediatamente, se estiver acompanhado de crianças e idosos, retire as pessoas do carro e peça ajuda”, destacou.

Deixe uma resposta