BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito: 'Eles terão que provar as denúncias contra mim', dispara Wilson Lima


O governador Wilson Lima convocou entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, 20, para dizer que o Estado quer zerar a fila das cirurgias cardíacas no Hospital Francisca Mendes. De acordo com o governador, o Amazonas fez um convênio com hospital em São Paulo e pacientes começarão a viajar para o estado paulista com objetivo de serem submetidos à intervenção cirúrgicas. “Somente esta semana já fizemos cinco cirurgias no Francisca Mendes. Estamos evoluindo. O que não podemos aceitar a desinformação”, disse.

Cirurgias

De acordo com ele, o Hospital Francisca Mendes fará três cirurgias cardíacas por dia a partir da janeiro. “A unidade está passando por reformulação e ampliaremos a oferta de serviços”, disse o governador.

Impeachment

O governador ainda falou sobre o processo de cassação que foi iniciado na Assembleia Legislativa do Estado (ALE) pelos deputados de oposição. “Eles terão que provar o que estão falando contra mim. Não vou ficar justificando ou perseguindo ninguém. Temos muita coisa para fazer”, disparou.

Boato

Antes da coletiva especulava-se que Wilson Lima renunciaria. Tudo não passou de boato.

Na ALE

Mais cedo, na ALE, o presidente do parlamento estadual, Josué Neto, reuniu a imprensa para confraternização de fim de ano. Entre conversas e pronunciamento, exibiu vídeo mostrando como foi o ano de 2019 e disse que há muitos planos para 2020.

Promessa

“Vamos continuar modernizado a Casa. Queremos diminuir ainda mais a quantidade de papeis que usamos na Assembleia e digitalizar tudo o que for possível”, informou.

Panetone

O evento era para imprensa, mas o deputado estadual Wilker Barreto também se fez presente, assim como deputado Dermilson Chagas, ambos de oposição. Coincidentemente, os mesmos que entraram com processo de impeachment na Casa Legislativa na tarde de quinta-feira.

Animação

“Foi um ano animado. Graças à oposição tivemos bons embates na Assembleia. Acho que merecemos um panetone de presente”, disse Wilker Barreto.

Fim do paraíso

A Eletronorte insiste na construção de uma hidrelétrica na Amazônia. Para isso apresentou um novo estudo de impacto ambiental ao Ibama, na tentativa de avançar com o projeto da Hidrelétrica Tabajara, prevista para ser erguida na Amazônia. A obra prevê a barragem das águas do Rio Ji-Paraná, na região de Machadinho do D’Oeste, em Rondônia.

Quanto vai custar

Para viabilizar a usina, que teria investimentos de R$ 5 bilhões, é necessário cobrir uma área de 96,3 km² de floresta amazônica, em uma região marcada por unidades de conservação ambiental.

Agora vai

Prevista para ter capacidade de 400 megawatts (MW) de geração, o que daria para abastecer uma cidade de 1,4 milhão de habitantes, como Porto Alegre (RS), a Hidrelétrica Tabajara foi um dos dois empreendimentos anunciados em agosto pelo presidente Jair Bolsonaro.

Avanços na Segurança

Ainda falta muito para atingirmos um patamar considerado, ao menos, “razoável” na questão da segurança pública.cNo entanto, o  secretário de Segurança Pública, coronel Louismar Bonates, tem obtido alguns avanços.

Narcotráfico

Durante o 12º Seminário da Tríplice Fronteira e 2º Fórum Nacional de Segurança nas Fronteiras, em Fo do Iguaçu, ele anunciou que a meta agora é ampliar o combate ao narcotráfico nos rios do estado e na região entre o Brasil, Peru e Colômbia.

FBI vem aí

Em março de 2020, a Secretaria de Segurança vai coordenar o primeiro Encontro Sul-Americano de Agências de Inteligência de Fronteiras. Já há presenças confirmadas de representantes do FBI (Agência Federal de Investigação, na sigla em inglês) e da Agência Antidrogas dos Estados Unidos. A SSP-AM também está convidando agências de inteligência de países europeus.

Com todo o gás

A Companhia de Gás do Amazonas (Cigás)  informa que desde o dia 30 de setembro, todo motorista que converter e regularizar o veículo para o GNV tem direito a um incentivo de R$ 4 mil, concedido através da Campanha ‘Faça a Conta. Use GNV!’

Diferencial

A campanha incentiva que, com preços entre R$ 3,00 e R$ 3,29, o gás natural veicular (GNV) é mais barato, oferece maior autonomia que a gasolina e é um diferencial para longas viagens no volante.

Faça a conversão

Em Manaus existem quatro oficinas autorizadas pelo Inmetro para instalação do Kit GNV. Nessas oficinas, o valor da instalação varia entre R$ 4 mil e R$ 5 mil.

Censura na babita

O presidente Jair Bolsonaro lançou nesta quarta-feira, 18, campanha publicitária, destinada aos Estados, para mostrar ações de seu governo. Chamada “Agenda Positiva Regional”, a campanha de R$ 40 milhões é composta por 49 vídeos, sendo que apenas quatro serão divulgados em mídias nacionais. Mas o governo já avisou que “jornalista de esquerda” e blog “sem credibilidade”, não entram no fatiamento  do bolo.

Pau na imprensa

Ao expor a estratégia de marketing para a mídia falar bem do governo, o secretário de Comunicação do Palácio do Planalto, Fabio Wajngarten soltou cobras e lagartos contra a imprensa.

—  Aqui não alimentamos, como ocorria nos governos anteriores, blogs e sites inexpressivos de jornalistas de esquerda sem credibilidade”. 

Então, tá!

— Aqui, não alimentamos, como ocorria nos governos anteriores, blogs e sites inexpressivos de jornalistas de esquerda, sem credibilidade, e que só constavam na mídia distribuída por apoiar o governo ganhando verbas vultuosas. Jornalistas, aliás, que caíram no limbo do esquecimento –, disse Wajngarten.

“Critérios técnicos”

O secretario garantiu – olhando para Bolsonaro –, que os  critérios para escolher os veículos de campanha são “estritamente técnicos”.

— Acabamos com isso, presidente. Aqui, não investimos recursos públicos nesse ou naquele blog porque apoia o seu governo, como nos acusaram de maneira leviana.

MPF defende Moro

O MPF denunciou o presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, porter chamado o ministro Sérgio oro de “chefe de quadrilha”. Ao se referir à postura de Moro em relação à Operação Spoofing, Santa Cruz afirmou que o ministro “usa o cargo, aniquila a independência da Polícia Federal e ainda banca o chefe da quadrilha ao dizer que sabe das conversas de autoridades que não são investigadas”.

EM ALTA

A indústria de cosméticos Avon anunciou nesta quarta, 18, que vai banir testes em animais em toda a cadeia de produção no mundo. A marca informou que vai acabar com o teste em bichos inclusive na China, país onde ocorre esse tipo de experimento é obrigatório por lei para testar protetores solares e desodorantes. De acordo com a Avon, os testes de vários cosméticos já são feitos através de métodos alternativos aos testes em animais há muitos anos em parceria com organizações como o Instituto para Ciências In Vitro, FRAME e a Humane Society International.

EM BAIXA

A caça às bruxas continua. A Câmara Municipal de Salvador (BA) aprovou, na terça-feira 17, um projeto de lei que muda o nome da Escola Municipal Educador Paulo Freire para Escola Municipal José Bonifácio. A decisão dos parlamentares ocorreu um dia após o presidente Jair Bolsonaro chamar o filósofo de “energúmeno”. Autor do projeto, o vereador Alexandre Aleluia (DEM) comemorou em sua rede social. O parlamentar reforçou a expressão usada por Bolsonaro para se referir a Freire e publicou uma foto para zombar do educador. “Salvador não tinha nenhuma escola com o nome de José Bonifácio, mas existia uma Escola Municipal Educador Paulo Freire. Hoje, o meu Projeto de Lei nº 242/19 foi aprovado. Sai o ‘energúmeno’ e entra a Escola Municipal José Bonifácio” – escreveu.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.