Calendário

abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Ei, Plínio, Thiago está vivinho da silva!

Amazonense de Eirunepé  e poeta na juventude e autointitulado “caboco sonhador”, o senador Plínio Valério (PSDB-AM)  cometeu uma gafe ao citar uma das mais famosas obras o também amazonense Thiago de Melo.

— Como cantou o poeta da minha terra, Thiago de Mello, que já se foi, “faz escuro mas eu canto…”

“Se foi nada”, o poeta de barreirinha está mais vivo do que nunca. Ainda bem!  No momento, em sua casa no coração da floresta, Thiago trabalha, em muita pressa, em suas memórias. Em outubro do ano passado recebeu o prêmio Personalidade Literária em 8 de novembro, no Prêmio Jabuti 2018.

Cutucando onça

No seu mandato de estreia,  Plínio anda cutucando o Supremo Tribunal Federal (STF).   Ele é autor da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 16/2019, que estabelece mandatos de oito anos para os futuros ministros da corte.

A  PEC do Plínio

A PEC determina que a escolha dos ministros seja de responsabilidade do presidente da República, com aprovação por maioria absoluta do Senado, mas com um prazo para a indicação. Atualmente, o cargo de um ministro é vitalício, sendo a aposentadoria compulsória aos 75 anos.

Ministro não é semideus

Apesar das alfinetadas,  Valério garante que  que não busca retaliação contra o STF

— Eu acho que limitar o mandato traz duas coisas boas: uma é mostrar que ministro não é semideus. Ministro é um ser humano que foi guindado a uma função relevante.

A outra, diz o senador, “ é mostrar que eles também têm satisfação a dar — disse o senador.

De frente com Moro

O deputado federal Sidney Leite (PSD) se reuniu ontem (21) com o ministro da Justiça e Segurança Pública Sérgio Moro em Brasília. Na ocasião, Moro informou que planeja implantar, ainda este ano, um Centro de Segurança para a Amazônia.

O objetivo é controlar, a partir da união de informações e instituições, a questão da segurança pública na região Norte do país.

Justiça

Presente na solenidade de afixação de fotografias de cinco desembargadores na galeria de ex-presidentes do TJAM, o prefeito Arthur Virgílio (PSDB)  foi informado da prisão de Michel Temer (PMDB) pela boca de um jornalista.

— Prenderam o Temer!

— O quê?

— Prenderam o Temer…

— Mas rapaz, foi mesmo? –, espantou-se o prefeito.

Dentro Temer!

Bem ao lado, um bisbilhoteiro que ouvia a conversa comentou:

— Agora vamos mudar o jargão. Ao invés de “Fora Temer”,   “Dentro (da cadeia) Temer!

Brinde à prisão

Um bar temático de esquerda em Belo Horizonte, nomeado de Ursal Bar, lançou nesta quinta-feira (21) uma promoção para comemorar a prisão do ex-presidente Michel Temer.

Drink de esquerda

Os drinks em promoção têm os nomes de Estancar Sangria, Fora Temer e o Gim com Supremo.

— A ideia é brindar a prisão do Temer –, diz a proprietária do bar, Ranata Feres.

Caso Suhab

Nesta quinta-feira (21), a segunda vez na semana, o desembargado Aristóteles Thury, pediu para retirar da pauta de julgamento da Corte Eleitoral o processo do “caso Suhab”, contra o ex-deputado David Almeida e Rebecca Garcia, de autoria de Amazonino Mendes.

 Adiado de novo

Na terça-feira, o desembargador já havia pedido para retirar de pauta e reagendou a leitura do seu relatório para esta quinta. Mas,  novamente pediu para reagendar a discussão sobre o Ação de Investigação Judicial Eleitoral (Aije). O processo ficou para a próxima terça-feira (26).

Ganhou uma

Na quarta-feira (20), David Almeida saiu vitorioso do julgamento do Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM), em que era acusado pela coligação de Wilson Lima, por abuso de poder como presidente da Assembleia Legislativa.

Detonando Moro

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), irritou-se diante da pressão do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, para que seu projeto tramite com mais velocidade na Câmara dos Deputados.

Estopim

Moro ficou irritado com a decisão do presidente da Câmara em determinar a criação de um grupo de trabalho para analisar seu projeto anticrime. Na prática, Maia congelou a tramitação da proposta, pois a elaboração deste grupo tem o prazo de 90 dias para debater as matérias.

Baixa a bola

Maia chutou o pau da barraca ao dizer que Moro “conhece pouco a política” e está “passando” daquilo que é sua responsabilidade como ministro.

— Eu acho que ele conhece pouco a política. Eu sou presidente da Câmara, ele é ministro, funcionário do presidente Bolsonaro. O presidente Bolsonaro é que tem que dialogar comigo.

Bola alta

Para Maia, Moro  está confundindo as bolas. Ele não é presidente da República.

— Ele não foi eleito para isso. Está ficando uma situação ruim para ele, porque ele tá passando daquilo que é a responsabilidade dele –, disse Rodrigo Maia.

EM ALTA

Saiu o ranking dos países mais felizes do mundo em 2019 e o vencedor do ano foi novamente a Finlândia, como aconteceu em 2018. O título foi concedido pelo World Happiness Report 2019, pesquisa produzida por especialistas de diferentes instituições, com apoio dos dados da consultoria Gallup e da Organização das Nações Unidas (ONU), e que monitora o estado da felicidade no mundo. 

EM BAIXA

Acredite, diante dos episódios de ontem, com a prisão do ex-ministro Moreira Franco, o Rio de Janeiro, entra para a história como o estado que tem simplesmente cinco governadores no xilindró: Sérgio Cabral,  Luiz Fernando Pezão, Anthony Garotinha, Rosinha Matheus e, agora,  Moreira Franco que também foi governador

Deixe uma resposta