BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Vende-se aeroportos no Amazonas


O governo Bolsonaro incluiu os aeroportos de Manaus, Tefé e Tabatinga na lista para a privatização. No bloco Norte, também estão incluídos no pacote os aeroportos de  Rio Branco, Cruzeiro do Sul (AC); o de Porto Velho (RO) e Boa Vista (RR).

Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aprovou o edital de leilão e as minutas de contrato da 6ª rodada de concessão de aeroportos. Para comprar os sete aeroportos do Bloco Norte, a contribuição inicial mínima prevista é de R$ 38,7 milhões. A partir disso, o valor estimado para todo o contrato da concessão é de R$ 4 bilhões.

E os outros?

Depois que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, anunciar apenas os  aeroportos de Manaus, Tefé e Tabatinga no programa de concessão do governo federal, o deputado Serafim Corrêa (PSB) criticou, na manhã desta quinta-feira, 30, a exclusão dos demais terminais do interior do projeto.

— E os outros aeroportos do Amazonas que são altamente deficitários? Esses o governo federal não dá concessão e deixa aos cuidados das prefeituras do interior – questionou o parlamentar.

Repassando o abacaxi

Logo em seguida, Sarafa voltou a alfinetar a indiferença do governo em relação ao interior do Amazonas.

—   Se é verdade que não deve ser atribuição do governo federal fazer a exploração de aeroportos, é verdade também que muito menos os prefeitos do interior deveriam fazer isso –, defendeu o parlamentar.


Nada grave

O governador Wilson Lima teve uma indisposição após a refeição, na noite de ontem (29/07), e na manhã de quinta-feira, 30, realizou alguns exames.

À tarde, a  Secretaria de Comunicação  informa que o governador passa bem e que os exames médicos realizados não indicaram problemas graves de saúde.

Fraude na gasolina

A Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa e Procon-AM flagraram irregularidades em postos de combustível nos municípios de Coari e Codajás.

Catita gulosa

Em três dias de fiscalização, os órgãos de defesa do consumidor vistoriaram oito estabelecimentos e, durante o teste de vazão, constataram que dois postos operavam fora dos padrões. Os estabelecimentos foram autuados e terão prazo de 15 dias para defesa.

Quanta insensatez

Tem muita gente fazendo campanha pela volta às aulas nas escolas particulares, inclusive no Amazonas. Em seus argumentos eles – a maioria bolsonarista –  dizem  que “os meses se passaram, “aprendemos a conviver com o vírus”.

Nós quem, cara pálida?

Os que querem o retorno às aulas já, dizem ainda que a  Covid nunca irá de todo, o que acaba é o medo. “Hoje sabemos lidar, tratar, nos proteger, respeitando as rotinas, as regras e os protocolos. Estamos prontos, fizemos o dever de casa. A escola privada está pronta para reiniciar. Vimos que a ciência é a vacina”, garantem.

O povo quer saber

Quem vai se responsabilizar quando o primeiro aluno ou professor morrer?”.

Apertar os prazos

No primeiro dia de trabalho, depois que recebeu alta do hospital Sírio Libanês, o prefeito Arthur Virgílio (PSDB) realizou reunião com seu secretariado, por videoconferência, para tratar sobre as inúmeras obras e projetos que a prefeitura mantém em andamento.

Prefeitura não parou

Virgílio disse que apesar da pandemia, a prefeitura seguiu firme com o andamento das obras.

—  Estava em tratamento, mas acompanhava de longe, on-line.

Tem dinheiro

Na reunião, o prefeito fez um diagnóstico geral do andamento de todas as nossas obras.

—  Não podemos perder o ritmo, uma vez que temos dinheiro em caixa para executar todas elas. Então, vamos apertar alguns prazos –, disse Arthur.

Se limpe no Serasa

A plataforma online Serasa Limpa é uma ótima oportunidade para sair da inadimplência. A iniciativa possibilita a quem tiver débitos entre R$ 200 e R$ 1.000, quitar as dívidas por até R$ 100.

25 milhões de dívidas

Com a extensão da campanha, mais de 25 milhões de dívidas poderão ser quitadas de maneira prática, rápida e segura. Basta acessar o site do Serasa Limpa Nome : www.serasa.com.br.

ÚLTIMA HORA

O ex-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Herman Cain, que se recusava a usar máscara em meio à pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), morreu na manhã desta quinta-feira (30) por Covid-19 . Apoiador do residente Donald Trump , Cain testou positivo para a doença no dia 29 de junho, nove dias depois de participar de um ato pró-governo em Tulsa, no estado de Oklahoma.

Cain tinha 74 anos de idade, o que o classificava como integrante do grupo de risco para a Covid-19, e a informação de sua morte foi confirmada em uma publicação feira em seu site e no perfil dele no Facebook.

ORGULHO

A iniciativa de Renato Dias, que gravou um vídeo e postou nas redes sociais, salvou a camisaria e autoestima do seu Odiney Pedroso, 90 anos. O idoso não conseguiu empréstimo de R$ 1.800 para tocar o negócio, que entrou em crise após o isolamento social da Covid-19. Seu Pedroso vendeu apenas 6 camisas desde o início da pandemia e não tinha mais como pagar as despesas pra manter o ateliê, que fica na Lapa, na Zona Oeste de São Paulo. Renato se sensibilizou ao ver um senhor trabalhando naquela idade e enfrentando problemas financeiros. Ele postou o vídeo nas redes sociais e chamou os seguidores para comprarem na loja, que faz camisas personalizadas. O vídeo viralizou e o telefone não para de tocar. “Ele recebeu uns 3 mil pedidos, até de Miami. Mas como só faz camisas sob medida, pegou apenas 50 encomendas”.

VERGONHA

Cristian  Cravinhos entrou na Justiça pedindo indenização de R$ 500 mil contra a produtora Medialand e as empresas de streaming Netflix, Amazon e Looke. Ele reclama dano moral e uso indevido de sua imagem no seriado "Investigação Criminal".

Cravinhos foi condenado a mais de 30 anos de prisão pelas mortes dos pais de Suzane von Richthofen, em 2002. Atualmente, ele está preso na Penitenciária II de Tremembé, no interior de São Paulo, por tentar  subornar policiais ao ser flagrado em um bar em Sorocaba em 2018. Cravinhos foi condenado a quatro anos e 8 meses de prisão em regime fechado por corrupção ativa. De acordo com o advogado Valdir Rodrigues de Sá em entrevista ao portal R7, Cravinhos nunca foi questionado se poderiam utilizar sua imagem no programa de temática policial e argumenta que há mais de oito anos as empresas lucram com a comercialização do episódio. Além disso, ele tem "direito ao esquecimento", segundo a defesa.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.