BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Vem aí nova debandada de empresas da Zona Franca


O que ainda falta Jair Bolsonaro fazer para que caia a ficha e a  bancada do Amazonas no Congresso se conscientize de fato de que o presidente  nunca foi amigo do  Amazonas, como alardeiam por aí alguns de nossos parlamentares, como  os senadores Plínio Valério (PSDB), Eduardo Braga (MDB) e os deputados Silas Câmara, Sidney Leite, Capitão Alberto Neto e  Átila Lins. A última do Bolsonaro, que fere de morte a Zona Franca de Manaus, foi anunciada na noite de quarta-feira, 17/02: a redução imposto sobre importação de bicicletas.  A medida foi  publicada no Diário Oficial da União (DOU) na manhã desta quinta-feira, 18. A diminuição será gradativa: 30%, em março; 25%, em julho; e 20%, em dezembro

Agora, a mesma bancada que faz “bilu-bilu” e apoia todas as intempéries do presidente quer derrubar decisão da Câmara de Comércio Exterior (Camex), órgão ligado ao Ministério da Economia, que reduz imposto sobre importação de bicicletas. Na avaliação de parlamentares, o corte de 35% para 25% por cento, a partir de 1º de julho, inviabiliza a produção na Zona Franca de Manaus.

Espernear agora, senhores, pode ser muito tarde!

Momento crítico

O vice-presidente da Câmara, deputado Marcelo Ramos (PL-AM), que foi eleito no Centrão com o apoio do Bolsonaro, lamenta a decisão tomada em meio à crise no estado.

—  Nós vivemos no Amazonas um dos momentos mais críticos da nossa história. Uma crise sanitária sem precedentes com efeitos econômicos gravíssimos –, aponta o parlamentar.

Decreto Legislativo

Ramos se tocou. E lembrou que,  como milhares de amazonenses não estão trabalhando em decorrência da pandemia do coronavírus, a economia do Estado está dependendo dos empregos gerados pelo Polo Industrial de Manaus.

—  A bancada do Amazonas irá apresentar um Decreto Legislativo para proteger os empregos no Amazonas – anunciou o parlamentar.

Empregos em risco

O deputado amazonense argumenta que a decisão da Camex coloca em risco os postos de emprego oferecidos pela Zona Franca.

—A medida simplesmente inviabiliza o Polo de Bicicletas da Zona Franca de Manaus e transfere empregos para a China”, diz o vice-presidente da Casa.

Pé de ouvido

O senador Omar Aziz (PSD-AM) também já encaminhou uma carta ao ministro da Economia, Paulo Guedes. A ideia é provocar uma reunião com o ministro e discutir a redução do imposto de importação na próxima semana.

Quarta-feira ingrata

O deputado Serafim Corrêa (PSB), com a lucidez que lhe é peculiar –, se manifestou contra a redução de alíquotas que favorece a China e “praticamente quebra um setor importante do nosso Polo Industrial”.

— Em plena quarta-feira de cinzas o Presidente Jair Bolsonaro anunciou em suas redes sociais a diminuição do Imposto de Importação de bicicletas de 35% para 20% - disse o deputado. .

Expulsando empresas

De acordo com o Pessebista,  todos sabem que os atrativos de indústrias para a ZFM são as alíquotas altas de Imposto de Importação e de IPI. Por esta razão, continua Sarafa, para cá vieram as empresas que fabricam produtos que temtributação alta dos dois impostos.

—  Pois bem, Isto praticamente expulsa os fabricantes de bicicletas da Zona Franca de Manaus que empregam 5.000 trabalhadores – detonou o deputado.

A medalha vai para...

O deputado Sinésio Campos (PT) apresentou Projeto de Resolução Legislativa (PRL) para concessão da medalha Ruy Araújo ao presidente do Grupo Samel, Luís Alberto Saldanha Nicolau.

...Alberto Nicolau!

Na justificativa, o petista disse que é um reconhecimento aos serviços prestados à sociedade e, sobretudo nesse momento que o Amazonas enfrenta a pandemia de Covid-19.

Tá de brincadeira

O deputado Felipe Souza (Patriota) solicitou ao governador Wilson Lima a  flexibilização de decreto que restringe a circulação de pessoas no Estado.

Deputado quer a abertura do comércio 

Sabe tudo

O parlamentar justifica dizendo que o decreto já perdura por mais de 50 dias, está severo, prejudicando trabalhadores e o Amazonas pouco avançou na diminuição do número de casos da Covid-19.

— Vamos ser realistas, se você olhar o mês de dezembro, sem o lockdown, o número de contaminados é menor –, disparou

Incoerente

A pressão do deputado Felipe Souza é, no mínimo, uma incoerência e, ao mesmo tempo, perigosa. Se ele acredita que, com o lockdown não houve redução dos números de casos da Covid, imagine com as aglomerações.

Continua em cana

O deputado federal Daniel Silveira (no traço de Dassilva) teve sua prisão em flagrante mantida, durante audiência de custódia realizada nesta quinta-feira.

O juiz Airton Vieira, auxiliar do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a manutenção da prisão do parlamentar, do PSL do Rio, até que a Câmara dos Deputados delibere sobre o assunto.

Já tá de celular

Falando em Silveira, nem bem ele entrou na sela e já foi logo recebendo aparelho celular pra continuar sua campanha de ódio. Ao menos o que desconfia a Polícia Federal, que  instaurou um inquérito para apurar a apreensão de dois celulares na cela do deputado Federal.

Telefonia móvel

Daniel Silveira  está preso na Superintendência do órgão no Rio de Janeiro. Numa cela adaptada, com cama e banheiro privativo. O espaço costuma ser usado para alojamento de policiais. Os aparelhos foram encontrados nesta quinta-feira (18) durante uma vistoria feita pelos policiais.

Ainda estão em dúvida?

Investigadores relataram que o parlamentar recebeu visitas ao longo do dia. Uma das hipóteses que será investigada é se os aparelhos foram levados por alguma dessas visitas.

CPI da Energia

Já conta com 19 assinaturas a  proposta de criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) na Câmara Municipal para apurar denúncias de práticas abusivas cometidas Amazonas Energia.

Cinco a mais

Para a instalação de uma CPI, são necessárias 14 assinaturas, um terço do total de vereadores da CMM.

Isso significa dizer que a proposta  apresentada pelo vereador Rodrigo Guedes (PSC) já tem  cinco a mais que o número necessário para a proposta ser aceita e começar a tramitar na Casa.

ÚLTIMA HORA

Enfermeira aplicou vacina de “faz de conta” é indiciada

A técnica de enfermagem que deixou de aplicar a dose da vacina contra a covid-19 em um idoso de 90 anos no posto drive thru de Niterói, na região metropolitana do Rio, foi indiciada pela Polícia Civil por peculato e infração de medida sanitária. A profissional chegou a espetar a agulha no braço do idoso, mas não pressionou o êmbolo da seringa para injetar o imunizante. Em vídeo feito por parentes dele, uma pessoa da família pergunta se a vacina foi realmente aplicada e a profissional confirma. Na repetição da pergunta, ela responde “Oxe”, como que reafirmando a imunização. segundo mostra o vídeo.

Espetou o braço do idoso, mas não pressionou o êmbolo da seringa para injetar o imunizante

Para o delegado Luiz Henrique Pereira, responsável pelo inquérito na 76ª DP, em Niterói, e autor do pedido de indiciamento, a técnica de enfermagem tinha consciência do que fazia.

— A análise do vídeo deixa claro que ela estava consciente de que não estava aplicando a vacina, até porque ela foi alertada e questionada pela família e respondeu de forma irônica. Então, tenho certeza de que ela tinha consciência do que estava fazendo –, afirmou o delegado, em entrevista à Agência Brasil.

ORGULHO

A enfermeira e o motorista que andaram 2 km na rodovia Transamazônica empurrando uma maca com cilindro de oxigênio, para salvar uma paciente com Covid-19, receberam uma homenagem singela e emocionante. A enfermeira Rebeka Fonseca e o motorista Wadson Diniz  foram surpreendidos por uma criança, que correu até eles, durante o trajeto, no Pará, e entregou um bilhete dizendo: “Parabéns pela atitude carinhosa e corajosa que vocês tiveram por uma pessoa que não conheciam”. As carretas formaram fila tripla, bloqueando todas as faixas da BR, nenhum carro ia ou voltava. Preocupados com a reserva de oxigênio na ambulância, que duraria cerca de uma hora, o motorista tentou acionar a PM, mas não conseguiram desobstruir, aí eles resolveram tirar a paciente e levar andando.

Rebeka Fonseca recebeu carta de criança quando caminhava, empurrando a maca, pela Transamazônica

VERGONHA

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar a imprensa e disse que o "certo" seria tirar alguns jornais de circulação, dizendo que são " fábricas de fake news ".  "O certo é tirar de circulação  Globo ,  Folha de S.Paulo ,  Estadão ,  Antagonista . São fábricas de fake news . Agora deixa o povo se libertar, ter liberdade. Logicamente, se alguém extrapolar alguma coisa, tem a Justiça para recorrer. Agora o Facebook vir bloquear a mim (sic) e a população. É inacreditável que isso impere no Brasil. E não há reação da própria mídia", afirmou. Apesar da declaração, Bolsonaro disse que não tomaria providências para a censura aos jornais por ser "um democrata".

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.