BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Um skate para as estrelas


O jornalismo amazonense perdeu nesta segunda-feira, 07/12, o jornalista Ulysses Paulo de Athayde Marcondes, aos 46 anos, depois de uma intensa luta pela vida, contra a traiçoeira Covid-19. Era Uly para os colegas de trabalho da Secretaria Municipal de Comunicação (Semcom) e “Boca” para os parceiros do skate, sua outra paixão. Uma imensa tristeza tomou conta daqueles que o conheceram e conviveram  com seu jeito humano, alegre e solidário. Costumava abraçar os amigos com um sorriso largo e  compartilhar sua alegria e sonhos que, acreditava, poderiam mudar o mundo.

Uly levou para o céu seus projetos de grandes reportagens, esboços de grafites defendendo a vida e o meio ambiente, recortes de momentos felizes vividos com a família e amigos, além de seu velho skate, de quem não se separava. Não se surpreendam se um dia olhar para o céu e  se surpreenderem com um skate plainando as nuvens.

Tristeza de Arthur

Arthur Virgílio (PSDB), que  era amigo pessoal de Uly, a quem consultava quando o assunto era esporte, externou a dor da perda.

— É um dia muito triste para todos nós. Perdemos mais que um grande jornalista, é um amigo querido que nos deixa –, lamentou o prefeito.

Skate Park

Arthur Virgílio anunciou que  vai homenagear o jornalista dando seu nome ao Skate Park em construção no parque municipal Ponte dos Bilhares.

Eternizado

Virgílio disse que  queria poder homenagear Ulisses em vida, com a entrega do primeiro Skate Park de Manaus.

— É uma obra que levou sua consultoria e na qual ele será eternizado –, disse, emocionado, o prefeito Arthur Neto.

Charge de Ulysses Boca
Ulysses 'Boca'

Braga de olho

Apontado como um aliado “muito próximo” do presidente Jair Bolsonaro , o senador Eduardo Braga (MDB) – ex-ministro do governo Dilma Rousseff (PT) –, está trabalhando nos bastidores para ser candidato à sucessão do presidente Davi Alcolombre (DEM-AP).

Bolsomínion, não!

Mas Alcolombre já avisou que não tem a menor intenção de apoiar “nomes próximos ao Palácio do Planalto”, como os dos senadores do MDB Eduardo Braga (AM), Fernando Bezerra Coelho (PE) e Eduardo Gomes (TO). Os três são, respectivamente, líderes do MDB no Senado, do governo no Senado e do governo no Congresso.

Braga e Jair Bolsonaro

Esse quero, esse não quero

Mesmo fora da disputa, o presidente do Senado pretende dar o seu “pitaco” na escolha do próximo presidente do Senado. Há quem garanta que ele está mais para o vice-presidente do Senado, Antonio Anastasia (PSD-MG), com quem tem grande afinidade.

Rua Dona Vivi

Ruas do Comércio 1 e 2 passam a se chamar Dona Vivi Marques, em homenagem à mãe do ministro Mauro Campbell

A homenagem e o simbolismo do ato também se fazem presentes no encontro da agora rua Dona Vivi Marques com a rua Maneca Marques, marido da homenageada.

Juntos para sempre

O prefeito Arthur Virgílio (PSDB) a confluência das ruas de “encontro de corações”. E explicou:

— Porque a dona Vivi se casou com o Maneca e, por uma coincidência que nem sempre se pode comandar, em algum momento a morte os separou e, agora, eles se encontram na geografia da cidade. Dona Vivi e seu Maneca estarão juntos, para sempre –, disse o prefeito.

Uma vida no Parque 10

A oficialização da rua Dona Vivi contou com a presença do filho da homenageada, ministro Mauro Campbell, do STJ. Ele agradeceu o prefeito e disse que os seus pais sempre viveram no Parque 10 e sempre cuidaram do bairro.

— A gratidão não é só da minha família, é dos moradores do bairro, porque todos eles sabem o carinho e a dedicação que meus pais tiveram pelo Parque Dez –   disse Mauro.

ALEAM
ALE se prepara para nova votação

Duelo de Titãs

A Assembleia Legislativa recorreu da decisão da Justiça do Amazonas que suspendeu a eleição do novo presidente da Casa, deputado Roberto Cidade, realizada na última quinta-feira, 3. A Procuradoria Jurídica da Assembleia deu entrada no Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), no domingo,  6/12, a  um Agravo Interno e uma Reclamação foram ingressados pela

Choque de poderes

O agravo interno pede que a liminar que suspendeu a votação se torne sem efeito. E a  segunda ação contesta a competência o desembargador Wellington Araújo para suspender a emenda constitucional 121 que mudou a data de eleição em questão na ALE.

Questão de competência

De acordo com a Assembleia, "essa competência é privativa do plenário do Tribunal de Justiça do Amazonas".

Ou uma ou as duas

O deputado Serafim Corrêa (PDB)  disse que a Assembleia espera que o TJAM  decida uma ou outra (Agravo ou reclamação). Ou as duas nos próximos dias.

— O Agravo Interno pede ao Relator que reveja a sua decisão. Caso contrário, submeta ao Plenário. A Reclamação é direta ao Plenário pedindo que reforme a decisão do relator –, observou o parlamentar.

Intromissão

O líder do PSB lembrou que existe a independência dos Poderes.

— E o que houve foi a intromissão do Judiciário no Legislativo . Seria o mesmo que o Legislativo interferir na pauta do Judiciário – comparou Sarafa.

Tintim por tintim

Certo ou errado, o bloco de oposição ao governo e que apoiou a candidatura de Bob Cidade tem que explicar direitinho a denúncia feita pela deputada Joana Darc, que acusou a Chapa 1 de comprar votos por R$ 200 mil.      

Cortina de dúvidas

A denúncia de La Darc é grave e precisa ser esclarecida. Sob pena de pairar sobre a cabeça da opinião publica, uma “cortina  de dúvidas”  sobre o processo de eleição da Mesa da Diretora.

—Isso será feito na quarta-feira! – garantiu um deputado.

Três moleques

O vice-presidente Hamilton Mourão declarou, recentemente, que Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro “são três moleques ”. A afirmação foi feita em privado e as informações foram dadas pela colunista Bela Megale.

Alvo de Carlos

Mourão já foi criticado publicamente pelos filhos do presidente Jair Bolsonaro. O vereador Carlos Bolsonaro é o que mais dirige críticas ao vice-presidente.

Azedou a relação

A relação de Mourão e Bolsonaro não está nos seus melhores dias. De acordo com a coluna da jornalista Bela Megale, atualmente o presidente e o vice se falam pouco.

Chefe irritado

A colunista pontua também que os comentários de Mourão sobre assuntos que repercutem na mídia têm irritado cada vez mais o presidente Bolsonaro.

Para vice-presidente, filhos do presidente são moleques

ÚLTIMA HORA

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda, 7, via redes sociais que a vacina contra a covid-19 que for certificada no Brasil será distribuída de forma gratuita e não será obrigatória. Segundo ele, o imunizante que tiver a validação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) será distribuída para a toda a população com a garantia de que não faltarão recursos do governo para tal.

"Em havendo certificação da Anvisa (orientações científicas e os preceitos legais) o governo brasileiro ofertará a vacina a toda a população de forma gratuita e não obrigatória. Segundo o Ministério da Economia não faltarão recursos para que todos sejam atendidos", escreveu Bolsonaro em sua página oficial no Facebook nesta segunda.

ORGULHO

A Associação Brasileira de Imprensa manifesta o seu espanto e a sua indignação com o fato de terem sido intimados a depor, pelo Polícia Civil do Rio de Janeiro, os apresentadores do Jornal Nacional, William Bonner e Renata Vasconcellos.Segundo a polícia, eles devem explicar a veiculação de supostas informações sigilosas a respeito do esquema de corrupção conhecido como "rachadinha" no gabinete de Flávio Bolsonaro na Alerj. Nosso espanto vem do fato de terem sido Bonner e Renata os convocados a depor, e não Flávio Bolsonaro e o miliciano Fabrício Queiroz, seu assessor. “Nossa indignação vem do fato de que, uma vez mais, se tenta intimidar a imprensa e calar a sua voz, num claro atropelo à Constituição. Fiel aos seus 112 anos de defesa da liberdade de expressão, a ABI se coloca incondicionalmente ao lado dos jornalistas atingidos.  Bonner e Renata, contem com o nosso apoio”, diz a nota da ABI.

VERGONHA

O inquérito dos atos antidemocráticos cometidos pelo “Gabinete do Ódio”, grupo de youtubers que atacam a democracia em prol do presidente Jair Bolsonaro, mostra que a ligação entre o governo Bolsonaro e os canais é bastante próxima e até rendia lucro. O inquérito diz, basicamente, que os youtubers ganhavam mais de R$ 100 mil por mês para promover vídeos a favor de Bolsonaro contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Congresso.  grupo antidemocrático foi descoberto em setembro de 2019, e as investigações, conduzidas pelo ministro Alexandre de Moraes, do STF, ainda não terminaram. Até agora, foram ouvidas mais de 30 pessoas. Entre elas, estão os filhos de Bolsonaro, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) e o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ). Apontado como comandante do Gabinete do Ódio, Carlos é citado 43 vezes no inquérito. Obtido pelo jornal O Estado de S.Paulo, o documento aponta que assessor especial da Presidência da República, Tércio Arnaud Tomaz, e o ajudante de ordens Coronel Mauro Cesar Barbosa Cid, são os interlocutores do blogueiro bolsonarista Allan dos Santos, dono do canal Terça Livre.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.