BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - UM ESTRANHO NO NINHO – Arthur vai ao jantar de Lula e Alckmin, mas avisa que diálogo não é adesão



Em nota oficial,  o ex-prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB) disse que participou do jantar promovido pelo Grupo Prerrogativas, no último domingo (19.12), que reuniu juristas ilustres e afinados com a causa democrática. Entre eles o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-governador Geraldo Alckmin IPSB).

Arthur admitiu que conversou com muita gente, incluindo o ex-presidente Lula da Silva. Mas isso, de acordo com o tucano da Amazônia, não quer dizer adesão.

— Sou fiel ao meu partido e não confundo diálogo com adesão. O PSDB tem candidato à presidência da República, que, obviamente, contará com meu apoio –, disse o candidato a candidato ao senado.

A favor e do contra

Virgílio lembrou que durante oito anos, fez forte oposição no Senado ao governo do então presidente Lula. E, em muitas ocasiões, quando eram  analisadas matérias boas para o povo, não hesitou em votar a favor.

—  Assim como fui um dos mais ativos na derrubada da injusta CPMF – reforçou.

Diálogo não é adesão

O ex-ministro de FHC e senador disse que é  fiel ao seu partido, o PSDSB,  e não confunde diálogo com adesão. Arthur advertiu que o PSDB tem candidato à presidência da República, que, obviamente, contará com o seu apoio.

— Esse é o compromisso com meu partido, com a democracia e, portanto, com o Amazonas, a Amazônia e o Brasil. Ajudei a construir a história do PSDB e prezo o legado que, com meus companheiros, erigimos para este povo e este país.

Por Mário Adolfo

Bons olhos

O presidente de honra do PSB no Amazonas, deputado Serafim Corrêa vê com bons olhos a aproximação do ex-tucano Geraldo Alckmin com o ex-presidente Lula, que poderão encabeçar a chapa à presidência da República em 2022.

— Essa união representa a unidade do campo democrático para derrotar o negacionismo ! –, analisou serafim

Casca de banana

O líder do PSB na Assembleia Legislativa não acredita que possam surgir novas “cascas de banana” para tirar, novamente, o ex-presidente Lula da disputa em 2022, como aconteceu em 2018.

— Não creio que possa vir a acontecer. Sérgio Moro e Dallangnol foram desmascarados.

Sob pressão

Na verdade, a aliança nacional entre PT e PSB corre uma certa  ameaçada em razão da pressão colocada pelos socialistas para que Fernando Haddad, candidato petista que lidera as pesquisas em São Paulo, desista de disputar o Palácio dos Bandeirantes.

Mão única

O PT precisa escolher qual conquista quer  alcançar nas eleições do ano que vem. Se se é a Presidência da República, ou se querem disputar os Estados.

— A relação de mão única não é uma boa solução–, adverte o presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira.

Literalmente no grito

A revista Veja publicou que o  senador Eduardo Braga (MDB-AM), tentou levar literalmente no grito meio bilhão de reais em emendas parlamentares.

Não adiantou muito. Segundo fontes próximas ao Planalto, o valor elevado de emendas tinha sido prometido pelo senador Davi Alcolumbre, que perdeu o poder sobre o orçamento das emendas de relator de 2021.

Cortou as asas

O relator, senador Marcio Bittar, transferiu tal poder para o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira, que “cortou as asas de Eduardo Braga”.

MDB dificultou

De acordo com Veja, o Ciro usou  um argumento fácil: o MDB não entregou votos neste ano.  “Pelo contrário, só dificultou a vida do presidente no Senado”.

“Em  especial na CPI da Covid que tinha dois emedebistas, Renan Calheiros e Simone Tebet, como seus maiores críticos”, disse a revista.

Pianinho com Ciro

Veja disse ainda que  os gritos de Eduardo Braga foram ouvidos pela ministra Flavia Arruda, como relatou o colunista Lauro Jardim, de O Globo, e confirmado pela própria ministra. Braga diz que não teve a intenção de ofendê-la.

“Curioso que com Ciro Nogueira, o senador pelo Amazonas não gritou”, escreveu Veja

Doe sangue

A Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam) alerta que está com  estoque baixo de bolsas de sangue O+ e O. Por isso está convocando doadores para repor o estoque.

Causas e efeitos

A chegada do fim do ano marca também o início do 'inverno amazônico' e, em razão das chuvas, poucas pessoas procuram o hemocentro para doação.

Além disso, os casos de Influenza H3N2 também têm contribuído para o não comparecimento dos doadores e pela baixa no estoque de sangue.

Alô, Prefeitura!

A  perigosa cratera  que coloca em risco a perna dos pedestres  desavisados, fica em plena Avenida Eduardo Ribeiro, mais precisamente na calçada da loja Riachuelo.

Muito gente que transita naquele trecho, na efervescência das compras, acaba caindo no buraco e se machucando. Além de servir como depósito de lixo. Está na hora da prefeitura aparecer por lá e arrumar o estrago, ates que algo mais sério aconteça.

Silas na mira

Rachadinha de fé: Silas acusado de exigir parte dos salários de seus funcionários

Está marcado para o fia 17 de fevereiro de 2017, o julgamento do processo onde o deputado federal Silas Câmara (Republicanos) é acusado da prática de “rachadinha”. O caso foi colocado em pauta pelo ministro do  STF,   Luís Roberto Barroso, que é o relator do caso. O deputado amazonense  vem sendo  acusado de desviar recursos destinados ao pagamento de funcionários.

Cadê o meu?

As denúncias pipocaram em 2001, quando Silas foi acusado de exigir que seus funcionários lhe dessem parte de seus salários entre janeiro de 2000 e dezembro de 2001, os dois primeiros anos da carreira federal de Câmara.

ÚLTIMA HORA

Bolsonaro briga por 45 mil policiais, enquanto 1 milhão de servidores não têm reajuste há 5 anos

Bolsonaro com policiais de sua base eleitoral policiais: primeiro os meus

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro (PL) promete reajuste salarial a policiais federais, cerca de 1 milhão de servidores ativos, aposentados e pensionistas estão com a remuneração congelada há cinco anos. A última parcela de aumento para esse grupo foi concedida em 1º de janeiro de 2017. São servidores de órgãos como Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), Funai (Fundação Nacional do Índio), Abin (Agência Brasileira de Inteligência), além de carreiras médicas e ligadas à Previdência.

O dado foi levantado pelo Ministério da Economia a pedido da Folha. As categorias desse grupo tiveram um aumento médio de 10,8%, parcelado em dois anos (2016 e 2017). Outros 253 mil servidores tiveram o último reajuste aplicado em 1º de janeiro de 2019.

ORGULHO

Um dia inesquecível na vida de Tom Holland, o ator de o Homem Aranha – Sem Volta Para Casa – cumpriu a promessa feita no ano passado ao pequeno Bridger, o menino que enfrentou um cachorro para salvar a irmãzinha de 4 anos e levou 90 pontos no rosto. Na época, em julho do ano passado, Tom Holland convidou Bridger Walker para conhecer o set de filmagens do Spiderma, o super herói favorito dele. E hoje o sonho do menino se realizou. Tom e Bridger, de 7 anos, passaram um dia incrível juntos no set. Quando chegou, o menino ganhou uma roupa de Homem Aranha feita especialmente para ele e voou no set com Spiderman.

VERGONHA

Uma manifestação convocada para quarta-feira (22) cobra a demissão de um professor que foi à uma escola pública em Santo André (SP) fantasiado com roupas que fazem referência à Ku Klux Klan, organização racista, antissemita, anticatólica e anticomunista fundada no século 19 no Sul dos Estados Unidos. O ato reunirá estudantes e professores da Escola Estadual Amaral Vagner, no ABC, às 15 horas, além de coletivos e movimentos negros que atuam na região. "Não podemos permitir que a apologia à violência e ao racismo seja naturalizada e banalizada", dizem os organizadores.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.