BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito – Toma que o filho é teu!


O ministro da Educação, Ricardo Velez Rodrigues, culpou o ex-titular da pasta, Rossieli Soares, pelas aberrações contidas no edital do Programa Nacional do Livro Didático.

Entre os maiores absurdos, o edital previa que os novos livros não precisariam ter referências bibliográficas (fontes científicas confiáveis), suprimia trechos que falavam da violência contra a mulher e abria espaço para que os livros didáticos contivessem anúncios publicitários.

Quem é responsável? 

O edital foi publicado no dia 2 deste mês. Mas, segundo Velez Rodrigues, foi feito pela equipe de Rossieli, que foi secretário de Educação no Amazonas e hoje dirige a mesma pasta no Estado de São Paulo.

Pente fino

O governador Wilson Lima (PSC) está com todo o gás no seu início de mandato. Ele anunciou através de suas redes sociais, ontem (09), que se reuniu com parte do seu secretariado para alinhar ações.

X

“A recomendação é passar um pente-fino nas secretarias. Estamos revendo contratos, processos de licitação, compras”, avisou.

A bronca é comigo!

Wilson também prometeu que irá equilibras as contas públicas. “Vamos equilibrar gastos e despesas, por isso é preciso fazer um levantamento de tudo, em todas as áreas.”

Fusão do Basa

O super-ministro Paulo Guedes tem recebido a sugestão de fundir o Banco do Nordeste e o Banco da Amazônia  (Basa) com o BNDES.Os defensores da ideia dizem que a fusão geraria economia de despesas com o funcionamento.

X

O ministro da Economia, no entanto, afirmou a interlocutores que não gosta da proposta.

Ideia deletada

Segue a enxurrada de críticas contra a disposição do presidente Bolsonaro instalar uma base militar dos estados Unidos no Brasil.Ontem, o novo comandante da Marinha, almirante Ilques Barbosa Junior, afirmou que o presidente tirou a proposta de pauta.

X

“Com relação ao assunto base militar, o senhor presidente já falou que não está na pauta. Esse é um tema do âmbito político, e o meu âmbito é o preparo e emprego da força.”

Propaganda oficial

Falando no almirante de esquadra Ilques Barbosa Junior, ao tomar posse no comando da Marinha ele usou em seu discurso o slogan recém-lançado pelo novo governo. — Rumo a seguir: Pátria Amada, Brasil –, discursou o novo comandante, dirigindo-se a Bolsonaro.

Terremoto na Amazônia 

Um terremoto de 6,3 graus de magnitude na escala Richter atingiu nesta terça-feira a Amazônia peruana sem que até o momento haja informações sobre danos pessoais ou materiais, segundo informou o Instituto Geofísico do Peru (IGP).

Mas, na peruana

O tremor aconteceu às 5h (horário local, 8h de Brasília) e seu epicentro foi localizado 29 quilômetros ao oeste da cidade de Nauta, situada na região de Loreto, a maior da Amazônia peruana.

Outra vez

Duas horas antes houve outro tremor na mesma região de 4,4 graus de magnitude na escala Richter, originado também a 15 quilômetros de profundidade.

Chega de MI MI MI

A advogada Rosangela Moro, esposa do Ministro da Justiça Sergio Moro, usou seu perfil no Instagram para mandar um recado para os brasileiros e pediu o fim das reclamações ao atual governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

X

“Parem de mi mi mi e esperem para ver a que veio esse novo governo”, disse ela, apostando que o governo de Bolsonaro será propina zero.

Então, tá!

Bonito o gesto da sra. Moro.Agora só fata o marido, ministro da Justiça Sérgio Moro, mandar a Lava Jato investigar o motorista Queiroz, intimar o senador Flávio Bolsonaro e o governo vetar atos de nepotismo de seus membros.

EM ALTA

O gesto da Polícia Civil do Amazonas que, por meio da equipe de investigação da Delegacia Especializada em Crimes contra o Turista (DECCT), devolveu, na manhã desta quarta-feira (09/01), às 11h30, uma necessaire contendo U$ 1.970, pertencente ao maranhense Eduardo César Silva de Souza. O dinheiro foi esquecido pelo passageiro no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, no dia 21 de novembro de 2018.

EM BAIXA

A triste estatística de que em seis anos, 6.393 mulheres morreram no país, apesar de já terem procurado atendimento na rede pública por agressão em outras ocasiões – uma média de três mortes por dia. As denúncias de agressão dispararam. Em 2018, foram mais de 92 mil ligações para a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência – o Disque 180. Só, em dezembro, 391 mulheres foram agredidas por dia e foram registradas 974 tentativas de feminicídio – um aumento de 78% em relação ao mesmo período do ano passado.

Mário Adolfo Filho

Mário Adolfo Filho

Jornalista, formado pela Universidade Federal do Amazonas. Com passagem por grandes jornais de Manaus, Prefeitura de Manaus, Câmara Municipal de Manaus e Câmara dos Deputados.