BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Sony está indo embora da Zona Franca de Manaus e a culpa é nossa, diz Serafim


O anúncio da saída da multinacional japonesa Sony Corporation do Polo Industrial e Manaus (PIM), prevista para março de 2021, foi lamentada pelo  líder do PSB na Assembleia, deputado  Serafim Corrêa. Para o líder do PSB, a decisão anunciada nesta segunda-feira, 14, é reflexo da instabilidade que o Brasil tem gerado em suas relações internacionais.

— A Sony não está decidindo sair do Amazonas, e sim decidindo sair do Brasil.  Isso se deve um pouco – e nós devemos fazer nossa mea-culpa, a instabilidade que o Brasil tem gerado em suas relações internacionais. Espero que haja uma reflexão.

Essa instabilidade faz muito mal, adverte Serafim. Na sua opinião, o custo Brasil cada vez aumenta mais. E, no nosso caso específico, além do custo Brasil, temos o custo Amazonas.

— Aqui, tudo é muito mais difícil do que já é nos outros estados.

Equívoco do governo

O líder do PSB na ALE-AM acredita que não haverá retrocesso. É quase certo que a decisão dos empresários japoneses seja definitiva.

— E a culpa disso é a maneira equivocada com que o governo federal vem tratando as empresas, principalmente as multinacionais –, cutuca Sarafa”.

Serafim Corrêa avalia saida da Sony

Culpa do  Bolsonaro

O deputado federal José Ricardo (PT-AM), candidato a prefeito de Manaus, também manifestou sua preocupação com a saída da Sony do Polo Industrial de Manaus e criticou o governo federal.

— É lamentável essa decisão, pois é mais uma empresa que sai aqui no nosso estado e da nossa cidade.

Mais desemprego

Zé reforçou que  é Sabemos que é no PIM que se sustenta a economia do Amazonas e a arrecadação pública.

— Portanto, toda vez que uma empresa fecha as portas também aumenta o desemprego.

Queda na arrecadação

O petista disse ainda que outra consequência disso é a queda na  arrecadação pública. Tudo porque o  Governo Federal ameaça o tempo todo a Zona Franca de Manaus, com a retirada incentivos fiscais e é um dos responsáveis pela saída de mais uma empresa daqui da cidade.

— Temos que lutar para fortalecer a ZFM e atrair mais empresas e não aceitar um governo que é contra a economia do Estado do Amazonas – cobrou o prefeiturável.

Destaque no Ideb

A rede municipal de ensino de Manaus volta a crescer e alcançar metas previstas para 2021, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de 2019 (Ideb 2019).

MEC atesta

As escolas da Prefeitura de Manaus alcançaram a nota de 5,9 nos Anos Iniciais (AI) e 4,7 nos Finais (AF). Os dados foram apresentados na manhã desta terça-feira, 15/9, pelo Ministério da Educação (MEC).

Entre as dez mais

Com os resultados, a cidade se mantém entre as dez capitais brasileiras com o melhor desempenho na educação.

Ideb Manaus
Manaus ficou entre as dez melhores capitais do Brasil em educação 

—Esse resultado reafirma Manaus como capital brasileira que se mantém na elite na educação pública, quando se trata do ensino público básico —, festejou o prefeito Arthur Virgílio.

Rejeiçãozinha

Marcelo Amil anda exibindo um sorriso que vai de ponta a ponta da orelha. O candidato do PCdoB a prefeito de Manaus aparece na Pesquisa de intenção de votos do  Instituto Pontual com a menor taxa de rejeição.

Nada contra mim

Entre os 13 nomes citados na pesquisa, Amil ocupa a penúltima colocação no quesito. Segundo ele, “isso nos mostra que há um campo gigantesco a ser explorado”.

— Esse resultado nos mostra que mais de 98% dos cidadãos que vivem em Manaus não tem nada contra o nome do Marcelo Amil – diz o  mais novo comunista da política baré.

Marcelo Amil PCdoB
Amil está entre os candidatos com a menor taxa de rejeição 

Ônibus novos na rua

Na reta final de seu mandato, o  prefeito Arthur Virgílio entregou ontem os primeiros 112 novos ônibus que irão atender os usuários da capital. Os veículos integram o primeiro lote de 150 vindos diretamente da fábrica e que terá a remessa completa até o fim deste mês.

Elevador de acesso

No total, o serão 300 novos ônibus incorporados à frota ainda este ano. Os veículos irão oferecer maior comodidade e conforto aos passageiros e são devidamente adaptados para pessoas com mobilidade reduzida, contando com elevador de acesso.

Assentos amarelos

Os novos ônibus trazem, também, cadeiras na cor amarela, conforme lei municipal que torna todos os assentos do transporte coletivo de Manaus preferenciais para idosos, gestantes e pessoas com deficiência.

Novos ônibus em Manaus
A capital ganhou mais de cem ônibus novos 

Seu bolso

Nesta quarta-feira (16), por solicitação da Comissão de Defesa do Consumidor (CDC), a Assembleia Legislativa realiza audiência pública para discutir a proposta de reajuste médio de 8,5% na tarifa de energia elétrica do Estado do Amazonas.

Justificar a tarifa

O debate da Assembleia contará com a participação da direção da Amazonas Energia. A concessionária  deverá explicar e justificar o pleito enviado à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aos parlamentares.

General-ministro

O Brasil está prestes a ter um general da ativa como ministro da Saúde efetivo. A notícia começou a correr na noite de segunda-feira, 15. Jair Bolsonaro teria, enfim, “convencido” Eduardo Pazuello a ficar no comando da pasta. Mas, de acordo com a Folha, o presidente teve que convencer antes os comandantes das Forças Armadas, insatisfeitos com o fato de Pazuello resistir passar à reserva.

Eduardo Pazuello charge
Eduardo Pazuello tornou-se ministro efetivo

A cutucada de Gilmar

Nessas conversas, Bolsonaro teria usado o argumento de que ‘o pior da pandemia já passou’. Isso porque os comandantes militares ficaram traumatizados com a crítica de Gilmar Mendes, que disse em julho que o “Exército estava se associando a um genocídio”.

Pendurar as fardas

A ala mais conservadora do Exército tenta emplacar a narrativa de que as Forças Armadas não fazem parte do governo.

Para isso, defendem que Pazuello e também o almirante Flávio Rocha, que é secretário de Assuntos Estratégicos, pendurem a farda.

ÚLTIMA HORA

Os ministros do Supremo Tribunal Federal consideraram, na noite desta segunda (14), inconstitucional a impressão dos votos pela urna eletrônica. A minirreforma eleitoral de 2015 havia incluído a determinação, mas a implantação da medida estava suspensa por liminar concedida em 2018 e, por isso, não foi adotada nas eleições gerais daquele ano. O voto impresso é uma das principais bandeiras de Jair Bolsonaro (sem partido). O presidente tem repetido que o sistema de votação brasileiro é passível de falhas e, inclusive, levantou suspeitas de que houve fraude eleição de 2018, pleito em que ele saiu vitorioso.

Voto impresso Brasil
Voto impresso está vetado

ORGULHO

A boa notícia vem lá da Suécia. O país apresentou o protótipo do primeiro navio cargueiro movido a vento. A medida é uma resposta positiva no combate à poluição, às mudanças climáticas e ao aquecimento global. Os criadores do Oceanbird esperam entregar a primeira unidade do navio em 2024. As encomendas começam no ano que vem. O Oceanbird – pássaro do oceano, em tradução livre – tem cinco velas de aço, parecidas com as asas de um avião. Quando içadas, elas alcançam uma altura de até 105 metros acima do nível do mar, capturaram a força do vento e impulsionam o navio no oceano.

VERGONHA

No final de semana, o atacante Neymar, do PSG, foi expulso após dar um tapa no zagueiro Alvaro Gonzalez, do Olympique de Marseille. Após o jogo, no Twitter, disse de forma indignada que foi uma reação a ser chamado de "macaco" pelo jogador espanhol e rebateu a defesa do rival na rede social. Sua atitude de confronto gerou o debate e a investigação pela Liga Francesa em torno da acusação de racismo. O o futebol francês tem um problema sério com o racismo. Matéria do "New York Times" de 2018 mostra que houve 74 casos de racismo em ligas amadoras de futebol da França até então. O jogador da Guiné Sissoko, de uma liga amadora, quase foi morto por torcedores que começaram com ofensas e terminaram com ameaças de faca.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.