BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Será que Arthur emplaca prévias no PSDB?


Quem torcia para que  Arthur Virgílio (PSDB) retornasse como candidato a governador do Amazonas em 2022 vai ter que esperar mais um pouco. Em suas redes sociais, o ex-prefeito  de Manaus escreveu que será candidato às prévias do PSDB para presidência da República. Segundo ele, além de " sacudir o partido", com ricos debates e fazendo a "verdadeira democracia", as prévias serão uma oportunidade de,  mais uma vez , erguer a  voz em defesa da Amazônia.

— Fiquei muito animado com a ideia de prévias legítimas e muito bem organizadas pelo presidente Bruno Araújo . É um importante momento para se discutir o futuro do país e dar novos rumos à política brasileira –, avaliou Virgílio.

O ex-prefeito de Manaus disse ter  certeza de que as prévias renderão resultados muito positivos, porque será uma disputa respeitosa, democrática e que deve apontar para o reerguimento do PSDB.

Outubro tucano

O PSDB marcou para 17 de outubro a prévia presidencial para a definição do candidato para disputar as eleições 2022. Uma resolução publicada dia 08/03 pela legenda define que 30 de abril é a data limite para a constituição da comissão partidária para prévias. Já as regras deverão ser aprovadas pela Executiva até 15 de junho.

Caça às bruxas

Governo Bolsonaro tem aumento de 285% em inquéritos da PF com base em Lei de Segurança Nacional.

A prisão de manifestantes na última quinta-feira, em Brasília, e a intimação ao youtuber Felipe Neto no início da semana foram apenas dois dos muitos casos apurados como delitos à segurança nacional no governo de Jair Bolsonaro (sem partido).

Os números divulgados pelo jornal, por meio da Lei de Acesso à Informação, mostram um aumento gigantesco em relação aos governos de Dilma Rousseff (PT) e Michel Temer (MDB).

Entulho autoritário

Vale lembrar que a Lei de Segurança Nacional é de 1983, com texto criado na fase final da ditadura militar e antes da elaboração da atual Constituição. Por isso, já foram feitas diversas propostas de alteração no Congresso.

Prisões no Planalto

Na última quinta-feira, a Polícia Militar do Distrito Federal prendeu cinco manifestantes que abriram uma faixa em frente ao Palácio do Planalto chamando Bolsonaro de “genocida”. Eles foram encaminhados a uma unidade da Polícia Federal sob acusação de ferir a Lei de Segurança Nacional.

Jornalista demitida

Demitida: Adriana criticou a cobertura da pandemia e disse se posicionar a favor da ciência

A jornalista Adriana Araújo utilizou o Instagram para anunciar nesta sexta-feira que, após 15 anos, está de saída da Record TV. Ela publicou um longo texto afirmando que sempre se posicionou ao lado da ciência e da vida desde o começo da pandemia de Covid-19.

Pressão de Jair

Em 2020, Adriana criticou a cobertura da emissora sobre a pandemia e cobrou ações do governo Jair Bolsonaro contra o coronavírus. Bolsonaro é amigo íntimo do pastor e empresário Edir Macedo, dono da Record.

Pequi roído

O uso da lei da ditadura também atingiu o sociólogo Tiago Costa Rodrigues, de 36 anos, e o microempresário Roberval Ferreira de Jesus, de 58, moradores de Palmas. O motivo: os outdoors espalhados pela capital do Tocantins com críticas ao presidente, que, conforme o texto da publicidade, “não vale um pequi roído”. Tiago pagou pelas peças e Roberval apenas alugou o espaço de divulgação.

“Cala a  boca já morreu”

Em reação, Felipe está organizando uma frente de advogados para defender gratuitamente todos aqueles que forem investigados ou processados por se manifestarem contrariamente a Bolsonaro. O grupo, batizado “Cala a Boca Já Morreu”, será integrado por alguns dos mais respeitados especialistas em liberdade de expressão e enquadramentos na LSN.

Vacina antecipada

A prefeitura de Manaus vai antecipar a vacinação contra a Covid-19 para mais de 2,2 mil servidores da Secretaria Municipal de Educação (Semed). A expansão do programa “CovacManaus” foi anunciada pelo prefeito David Almeida. Na primeira fase serão vacinados profissionais [i]com idade entre 18 e 49 anos e que possuam alguma comorbidade.

Celeridade na vacina

Para David Almeida, o momento é de grande importância, por Manaus mostrar celeridade na vacinação da população e preocupação com a imunização dos servidores da educação.

David anunciou antecipação de vacinas para servidores da Semed 

— Manaus está bem à frente do restante do Brasil nos índices populacionais. Nós estamos vacinando todas as pessoas acima de 60 anos, enquanto o Brasil está vacinando as acima de 80 anos —, disse o prefeito.

Aqui me tens de regresso

Angelus Figueira (DC) tomou posse como deputado estadual na Assembleia Legislativa, na vaga deixada pela ex-deputada Alessandra Campelo (MDB), que agora é secretaria de assistência Social do Estado.

Marca de oposição

Figueira, que no passado já ocupou uma cadeira no parlamento, é o segundo suplente a tomar posse na 19ª Legislatura da Assembleia Legislativa.

— Estivemos há alguns anos líder da oposição e deixamos uma marca forte de amor pelo Amazonas e do compromisso para com o Estado – garantiu.

É proibido defender a vida

A Diretoria da Associação dos Docentes da Universidade Federal do Amazonas (ADUA) publicou nota manifestando repúdio ao que chamou de “autoritarismo” e “arbitrariedade”a retirada de outdoors da campanha “SOS Amazonas: em defesa da vida e do Brasil”.

Mordaça

A ADUA acusa autoridades do governo e  empresários que, atropelando as liberdades constitucionalmente garantidas, pressionaram a empresa de outdoor contratada pela Central Sindical Popular Conlutas a retirar as placas da campanha

Onde está o crime?

A campanha exige vacina para todos e todas, auxílio emergencial para a população socialmente vulnerabilizada e urgente lockdown, uma vez que sem essas medidas a tragédia social e o genocídio da pandemia da Covid-19 irão se somar à mortandade pela fome que já atinge milhares de famílias em todo o país.

Mentiu de novo

Jair Bolsonaro admitiu que, no início do mês, um sargento lotado em seu gabinete pessoal morreu em decorrência do novo coronavírus. Dias antes, ele tinha afirmado em relação ao Palácio do Planalto:

— Desconheço que uma só pessoa deste prédio tenha ido ao hospital para se internar.

Capitão cloroquina

O reconhecimento da morte, contudo, não foi feito para expressar solidariedade à família do assessor – mas para defender a hidroxicloroquina & cia.

Bolsonaro comentou na transmissão ao vivo que, se fosse autorizado a conversar com os parentes do auxiliar, perguntaria se ele havia feito uso do “tratamento inicial” contra covid-19.

Volkswagen desacelera

A Volkswagen anunciou nesta sexta-feira (19) que vai suspender a produção em todas as unidades no país por 12 dias por causa do agravamento da pandemia. A interrupção começa na próxima quarta-feira (24).

Pandemia, a causa

“Com o agravamento do número de casos da pandemia e o aumento da taxa de ocupação dos leitos de UTI nos estados brasileiros, a empresa adota esta medida a fim de preservar a saúde de seus empregados e familiares. Nas fábricas, só serão mantidas atividades essenciais", explica em nota.

ÚLTIMA HORA

Bolsonaro debocha da pandemia e simula uma pessoa com falta de ar

Durante o pior momento da pandemia do novo coronavírus, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) simulou uma pessoa com falta de ar para atacar o seu ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta. A "imitação" vem num momento em que o sistema de saúde em todo o país sofre com superlotação de UTIs e até falta de medicamentos necessários para intubação com oxigênio.

Bolsonaro: "Você vai para casa, e quando você estiver lá… Ugh, Ugh, Ugh, com falta de ar, aí você vai para o hospital"

— Se você começar a sentir um negócio esquisito lá, você segue a receita do ministro Mandetta [o ex-ministro, seguindo orientação do início da crise sanitária em março de 2020], preconizava que uma pessoa com sintomas aguardasse para buscar ajuda médica]. Você vai para casa, e quando você estiver lá… Ugh, Ugh, Ugh, com falta de ar, aí você vai para o hospital –, disse o presidente, imitando uma pessoa se sufocando. A cena se deu durante uma live semanal do presidente na noite desta quinta-feira (18).

ORGULHO

Para conservar dois milhões de hectares de floresta e reforça o seu papel como precursora do conceito de Biobeleza, a Natura está lançando a megamodelo Gisele Bündchen como aliada e embaixadora da marca. Pelo seu reconhecimento internacional e ativismo ambiental, Gisele assume esse posto para a marca Ekos, reforçando a causa “Amazônia Viva” da Natura.

Gisele Bundchen Bündchen: embaixadora da Amazônia e da Natura

—  Para mim, é fundamental escolher produtos que façam bem para a nossa pele, mas que, em seu processo de fabricação, não prejudiquem o planeta. É importante ressaltar que podemos preservar o meio ambiente ao escolhermos produtos que valorizem a floresta e as pessoas que moram nela, empoderando as comunidades, gerando renda e construindo oportunidades de negócios sustentáveis – comenta Gisele.

VERGONHA

Rodrigo Pilha levantou a faixa de protesto na Praça dos Três Poderes, foi preso e levado para a Papuda

Rodrigo Pilha, um dos cinco militantes que exibiam, na quinta-feira (18/3), uma faixa com a inscrição “Bolsonaro genocida”, na Praça dos Três Poderes, em Brasília, foi transferido nesta sexta-feira (19/3) para o Complexo Penitenciário da Papuda. Ele se encontra no Centro de Detenção Provisória II (CDP II), segundo informações apuradas pelo Metrópoles. A detenção de Pilha, em um primeiro momento, veio por causa da manifestação. Ele, porém, recebeu nova voz de prisão, mesmo depois de já ter deixado o prédio da Superintendência da PF. O motivo seria a condenação em um processo de 2014 por desacato.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.