Calendário

novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Dito & Feito – Sentados num barril de pólvora

Não existe mais dúvida de que o Brasil está vivendo uma Guerra civil. Senão vejamos: em 2016 o país registrou 61.619 mortes violentas. Este é o  maior número de homicídios da história. Ao menos é o que aponta o  Fórum Brasileiro de Segurança Pública, na manhã desta segunda-feira (30).  Os números são estarrecedores. Sete pessoas foram assassinadas por hora no ano passado, aumento de 3,8% em relação a 2015. A taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes ficou em 29,9 no país. As capitais com maiores taxas de assassinatos por 100 mil habitantes são Aracaju, com 66,7, Belém, 64, e Porto Alegre, 64,1.

Te cuida, Manaus

Diante da luz amarela, é melhor as as autoridades do Amazonas colocarem as barbas de molho. Até porque Manaus não está muito longe.

Merreca

O problema é que os governos gastaram 2,6% a menos com políticas públicas de segurança pública em 2016: R$ 81 milhões.

Tô nem aí

A maior redução observada foi nos gastos do governo federal: 10,3%. Esse é o  Michel Temer, sempre defendendo as oligarquias e agindo contra o povo!

Fé no homem

Tomara que o governador Amazonino Mendes (PDT) reverta esse quadro. Afinal, ele prometeu que a segurança será um dos maiores focos de sua administração.

O compromisso é tão grande que ele colocou o vice-governador, Bosco saraiva (PSDB),  de secretário de Segurança. Ele vem demonstrando boa vontade. Já reativou o Ronda nos Bairros. É visível a presença mais viaturas nas ruas da cidade.

Mais que Nagasaki

Os mais de 61,5 mil assassinatos cometidos em 2016 no Brasil equivalem, em números, às mortes provocadas pela explosão da bomba nuclear que dizimou a cidade de Nagasaki no Japão, em 1945, durante a Segunda Guerra Mundial.

Reajuste

Enfim uma boa notícia para o servidor. A Câmara Municipal deliberou nesta segunda-feira (30) seis Projetos de Lei de autoria do Executivo que fixam diferentes índices de reajustes ao funcionalismo público municipal.

A partir de janeiro

A propositura legislativa corrige, em 6,58% o índice de reajuste, referente à data-base de 2017, com previsão para ser concedido aos servidores a partir de 1º de janeiro de 2018.

Na mesma propositura, objetiva-se estabelecer o índice de 3% correspondente à data-base de 2018.

Eles emperram o trânsito

Não é preciso ser nenhum especialista para entender que o trânsito de Manaus é emperrado por veículos pesados de cargas, como carreta, contêineres e carros longo com até 26 m de comprimento.

Tartaruga

Como não podem trafegar com velocidade acima de 60 Km, esse veículos impendem o trânsito de fluir. E a resposta é um gargalo que cria engarrafamentos homéricos.

Experimenta

Se alguém duvidar  disso, é só dar  uma circulada pelas avenidas Efigênio Salles, Rodrigo Otávio, Manaus Moderna, Torquato Tapajós, Costa e Silva  ou Grande Circular. A prefeitura até implantou horário diferenciado e restrição em algumas vias, mas poucos respeitam.

Combustível  limpo

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), do Senado,  analisa, nesta quarta-feira (1º), proposta que cria o Programa Nacional do Bioquerosene como incentivo à sustentabilidade ambiental da navegação aérea do país.

Intenção de Braga

A intenção do autor do PLS 506/2013, senador Eduardo Braga (PMDB-AM), é promover o desenvolvimento de tecnologia limpa para a produção de biocombustível à base de biomassas, para a sustentabilidade da aviação brasileira e a conservação e preservação dos recursos naturais.

Deus, pero no mucho

Vai longe o tempo em que um ministro do Supremo se julgava “Deus”. Neste domingo (29), o ministro do STF Gilmar Mendes foi hostilizado e chamado de “ladrão” no  Pacaembu, em São Paulo, durante a partida entre São Paulo e Santos.

Constrangimento

Gilmar Mendes dividia um camarote no estádio com Carlos Augusto Barros e Silva, o ‘Leco’, presidente do São Paulo. De repente,  a torcida o identificou e, em seguida, proferiu gritos de “ladrão” contra o ministro.

Constrangido, Gilmar deus as costas e tentou sair de cena, indo para o fundo do camarote.

Estação sem lei

No município de Manaus há cinco Terminais de Integração que atendem mais de 700 mil pessoas diariamente. O vereador Carlos Portta (PSB)  foi conferir e constatou que o  maior problema nos terminais é insegurança.

Ladrão íntimo

O parlamentar ouviu dos ambulantes que trabalham no local que vários bandidos que cometem furto já são conhecidas por todos que trabalham no Terminal.

APLAUSOS

Agora o usuário já pode apagar mensagens enviadas por engano. O WhatsApp começou a liberar a função para apagar o recado antes que a pessoa leia. Mas é preciso ser rápido! Após o envio, o usuário tem até 7 minutos para apagar o conteúdo. Depois não tem mais jeito.. A novidade começou aos poucos.

VAIAS

Os gastos públicos foram reduzidos no governo de Michel Temer, mas as despesas com pessoal obtiveram alta. De maio de 2016, quando assumiu a presidência, até abril de 2017, as despesas totais do governo federal atingiram R$ 1,27 trilhão – uma queda de 1,5% na comparação com a média do mesmo período dos dois anos anteriores. Já os gastos com pessoal foram de R$ 271 bilhões – uma alta de 1,52% na mesma comparação.

Deixe uma resposta