BLOG DO MÁRIO ADOLFO
Você gostaria de receber notificações em tempo real e não perder nenhuma notícia importante?
Cancelar
Aceitar

Bookmarks

You haven't yet saved any bookmarks. To bookmark a post, just click .

Dito & Feito - Rolando Lero baixou no ministro – Pazuello diz em Manaus em que dia e hora vai começar a vacinação


Lembram do Rolando Lero, personagem criado por Chico Anísio para a “Escolinha do Professor Raimundo” e vivido por Rogério Cardoso?

Pois é, o aluno era mestre na arte do “enrolation” e foi lembrado nesta segunda-feira, 11/10, durante entrevista do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, em Manaus. Ao ser perguntado em que dia começaria o calendário de vacinação contra o coronavírus no Brasil, o ministro encarnou Rolando e mandou ver:

—   A imunização começará  “no dia D e hora H”!

Ou seja, não tem dia, nem hora e muito menos plano de vacinação.

Simultaneamente no dia D

Para embaralhar ainda mais a cabeça dos repórteres e da população que aguarda ansiosamente a vacina,  Pazuello resolveu ser  mais “direto” e “objetivo” ainda:

— Todos o Estados receberão simultaneamente as vacinas, no mesmo dia.

— Mas em que fia?

— No dia D na hora H no Brasil.

Nos mínimos detalhes

Como a coisa estava meio confusa, Pazuello tentou ser mais didático, explicando tudinho nos deu mínimos detalhes:

—No primeiro dia que chegar  a vacina ou a autorização for feita, a partir de terceiro ou quarto dia já estará nos Estados e municípios para iniciar a vacinação –, explicou no ministro.

Rolando Lero não faria melhor!

Especialista em logística

O general Eduardo Pazuello foi apresentado pelo ex-capitão Jair Bolsonaro como um “especialista em logística”. Logo, só tem uma explicação para tanto “embromation”: se estratégia  do governo for ganhar tempo, Pazuello, realmente, é um especialista em logística. E dos bons!

David tem pressa

O prefeito David Almeida (Avante) está disposta a não perder mais tempo na no combate à pandemia do novo coronavírus.

Nesta terça-feira, 12/01,  ele abre uma extensão da Unidade Básica de Saúde (UBS) Nilton Lins, destinada exclusivamente ao atendimento de pacientes com síndromes gripais ou suspeita de Covid-19.

Muito mais grave

A nova estrutura terá horário de atendimento de 7h às 19h e contará com assistência farmacêutica, coleta de RT-PCR (swab nasal – cotonete), teste rápido, três consultórios médicos, dois consultórios de enfermagem e uma sala de acolhimento.

— Nós vamos entregar remédios e fazer testes. A situação é muito mais grave –, advertiu o prefeito.

Faça a sua parte

Através de uma live, David fez  um apelo à população, para que respeite o isolamento social e mantenha os cuidados básicos de prevenção.

— Nós queremos cuidar da sua vida. Manaus precisa de você agora, da sua consciência, da sua colaboração, da sua ajuda. Esse é o momento de nos ajudarmos. Permaneça em casa, faça a sua parte –, disse o prefeito durante a live.

“Tamos” juntos!

Aliás, na passagem do ministro Eduardo Pazuello a  Manaus, David reforçou a importância do trabalho integrado que vem ocorrendo entre os governos federal, estadual e municipal na tentativa de minimizar os danos causados pela pandemia.

David visitou o hospital Nilton Lins

— Precisamos cuidar das pessoas, salvar vidas e aqui se faz um esforço, uma parceria nos três níveis de governo. Vamos juntos nessa luta contra o inimigo invisível. Vamos vencer mais essa batalha, vamos vencer essa guerra –, concluiu.

Mirem-se no exemplo

Na cidade de Vitória (ES), o terceiro município em número de casos de Covid-19  no Estado, o cidadão poderá agendar a vacina online, como já vem acontecendo em outras campanhas de vacinação. Atualmente, a capital contabiliza 30 mil casos e 611 óbitos.

O agendamento será online e via aplicativo. Porém, quem não tem acesso à internet poderá procurar a unidade de saúde de referência.

“Negacionismo suicida”

O papa Francisco dá mais uma lição mundo. Ao anunciar que será vacinado esta  semana, ele  denunciou "negacionismo suicida" e  defendeu a imunização de toda a população mundial.

—  Acredito que, do ponto de vista ético, todos devem ser vacinados, porque você não só põe em risco a sua saúde, a sua vida, mas também a dos outros –, cutucou Francisco.

Vacina é necessária

O Papa recordou que, quando eu era criança, havia a crise de poliomielite e muitas crianças ficaram paralíticas por isso, pois existia um desespero para se obter a vacina.

— Quando a vacina chegou, davam com açúcar. Aí a gente cresceu à sombra das vacinas  Para sarampo, para isso, para aquilo lembrou o sumo sacerdote.

Por que não vacinar?

No final, Francisco questionou e incentivou a todos a tomar  a vacina.

—  Não sei por que alguns dizem ‘não, a vacina é perigosa’. Mas, se os médicos a apresentam como algo que pode ser bom, que não apresenta riscos particulares, por que não fazê-lo? –, questiona.

BB na mira

O Banco do Brasil deve demitir 5 mil funcionários. Na lista de privatizações do ministro da Economia, Paulo Guedes, o BB se apressou em anunciar que irá fechar 361 unidades, sendo 112 agências, 7 escritórios e 242 Postos de Atendimento.

Fechando agências

O jornal O Estado de S. Paulo publicou que o “plano de reorganização” prevê  a otimização de 870 pontos de atendimento por meio do fechamento de agências, postos de atendimento e escritórios   e a conversão de 243 agências em postos.

Também estão previstas a transformação de oito postos de atendimento em agências, de 145 unidades de negócios em Lojas BB, além da relocalização e 85 unidades de negócios e a criação de 28 unidades de negócios.

O país de Bolsonaro

Por conta disso, o  BB já disponibilizou planos de “demissão voluntária”, visando o desligamento de 5 mil funcionários.

Este é o país de Jair Bolsonaro .

O país de Bolsonaro 2

E por falar em demissões, a Ford também está fechando duas fábricas imediatamente e uma terceira no final do ano, afetando cerca de 5.000 funcionários brasileiros, o porta.

Isso faz parte do plano de reestruturação de longo prazo de US $ 11 bilhões que começou com o ex-CEO Jim Hackett.

Perdeu dinheiro

A Ford afirma que perdeu centenas de milhões de dólares nas regiões brasileiras destacadas no inicio da matéria.

Os veículos vendidos no Brasil continuarão a vir da Argentina, Uruguai e outros mercados, afirma a empresa em um comunicado à imprensa.

Satélite Amazônia

O satélite Amazônia 1, desenvolvido no Brasil, que será usado para fornecer dados mais precisos e monitorar especialmente a região da Floresta Amazônica de desmatamento, embarcou na terça-feira (22/12) para a Índia, onde será montado e lançado ao espaço em fevereiro de 2021.

Vigilância da floresta

O projeto Amazônia 1 iniciou há oito anos, foi desenvolvido no Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), em parceria com a Agência Espacial Brasileira, sendo o primeiro satélite de observação da Terra completamente projetado, integrado, testado e operado pelo Brasil.

O projeto é coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e custou R$400 milhões.

PT vai de Pacheco

A bancada do PT no Senado anunciou em nota, nesta segunda-feira (11), que decidiu por unanimidade entre seus seis integrantes apoiar o nome do senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para a presidência da Casa. A candidatura ainda não foi lançada oficialmente.

Reforçar a democracia

A nota, assinada pelo líder do partido no Senado, Rogério Carvalho (SE), e pelo vice, Jaques Wagner (BA), explica que a decisão foi tomada “considerando a grave situação econômica, social e política do Brasil” e também “a necessidade de reforçar a institucionalidade e legalidade democráticas”.

ÚLTIMA HORA

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta segunda-feira (11) que ação que pede a suspeição do ex-juiz Sérgio Moro na sentença contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode ser julgada no primeiro semestre deste ano.  Em entrevista à jornalista Andreia Sadi, da Globonews, Gilmar Mendes disse que defendeu que o julgamento ocorresse de maneira presencial na 2ª Turma do STF, mas devido à indefinição no cronograma de vacinação, o ministro afirmou que o julgamento deve ocorrer no primeiro semestre mesmo se for virtualmente.

O habeas corpus que pede a suspeição de Sérgio Moro na sentença que condenou Lula no caso do triplex teve um pedido de vista em 2018 pelo ministro Gilmar Mendes. Na ocasião, votaram contra o pedido o ministro Edson Fachin e a ministra Cármen Lúcia. Faltam os votos de Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Nunes Marques.

VERGONHA

O presidente Jair Bolsonaro chamou o jornalista William Bonner de "canalha" e "sem vergonha" durante uma conversa com apoiadores na manhã desta quinta-feira (7/1) na saída do Palácio da Alvorada. O ataque veio após o âncora ter lido na noite de quarta (6) as declarações de Bolsonaro criticando a imprensa. No entanto, por tentar adotar o tom da fala do presidente, telespectadores apontaram que o jornalista fez uma imitação da voz do mandatário.

—  Pessoal da imprensa, sem vergonha, William Bonner, sem vergonha, vai ter seringa para todo mundo. William Bonner, por que seu salário foi reduzido? Porque acabou a teta do governo. Vocês têm que criticar mesmo. Quase R$ 3 bilhões por ano para a imprensa e grande parte para vocês, acabou a grana –, xingou Jair.

ORGULHO

As direções do São Paulo e do Corinthians ofereceram os estádios do Morumbi e Neo Química Arena para que sejam possíveis pontos de vacinação contra a Covid-19 na capital paulista. A ideia é evitar aglomerações durante a imunização da população. A oferta do Corinthians foi feita pelo presidente do clube Duilio Monteiro Alves numa rede social. Ele disse que a arena do Timão está “à disposição dos órgãos de Saúde para que seja um ponto de imunização em massa da Zona Leste de SP”. Em nota, o Corinthians informou que “disponibilizará a Neo Química Arena aos órgãos de Saúde para que seja um ponto de imunização em massa da Zona Leste de SP. Já o São Paulo divulgou uma nota oferecendo as dependências do estádio do Morumbi. Que tal a gente faze o mesmo com a Arena da Amazônia, hein?

VEGONHA

Instituto Butantan confirmou que o Ministério da Saúde, leia-se governo federal, irá comprar toda a produção da CoronaVac, que, para o presidente Jair Bolsonaro era a “vacina chinesa do Doria, que causa morte, anomalia e invalidez”, segundo declarou publicamente o presidente.  Bolsonaro também declarou que “os laboratórios devem correr atrás do Brasil para vender suas vacinas”. Além de estar enganado, como sempre, o presidente faltou com a verdade mais uma vez: a Pfizer provou que fez uma oferta de 70 milhões de doses, ainda em meados de 2020. Enquanto isso, mais de 50 países estão imunizando seus cidadãos – já são mais de 18 milhões de pessoas vacinadas – e o Brasil não  tem um só. A exceção de Maria Lucia Possas, a brasileira a ser vacinada,  em Londres.

Mário Adolfo

Mário Adolfo

Jornalista formado pela UA, com mais de 40 anos de experiência. Dois prêmios Esso e criador do personagem Curumim, o Último herói da Amazônia.